Mercado Japonês no seu ponto mais baixo desde 1987

Tendência negativa dura há quase 10 anos.

Nos tempos recentes, é cada vez mais aparente que o mercado das consolas e videojogos está a encolher no Japão. Desde as vendas abaixo do esperado por parte de jogos em grandes séries até às vendas de consolas, os Japoneses já não investem tanto tempo e dinheiro na indústria dos videojogos.

Isto é algo que a Famitsu decidiu destacar, e fácil de ver com o gráfico preparado por Daniel Ahmad, analista na Niko Partners, que nos mostra que desde 2007 que o mercado Japonês regista uma tendência negativa. As descidas a ritmo anual têm sido consistentes, até que chegamos ao ponto mais baixo desde 1987.

Entre 1987 e 1997, a indústria Japonesa registou contínuo crescimento ou manteve-se estável, a pequena descida no início do novo milénio foi compensada com um incrível salto em 2006 e 2007, mas desde então está cada vez menor.

Em 2016, os relatos vindos do Japão demonstraram que os Japoneses estão menos interessados nas consolas dedicadas, e mais focados no mobile, portanto será altamente interessante assistir à chegada da nova Nintendo Switch, com uma postura e filosofias muito próprias, para ver como os Japoneses reagem.

Publicidade

Salta para os comentários (19)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (19)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários