Jogos violentos afectam mentalmente os seus criadores

Produtores falam sobre as consequências do seu trabalho.

A violência e o sangue são recursos usados de forma habitual nos videojogos como forma de entretenimento, mas para as pessoas que trabalham nestes projectos pode tornar-se mentalmente esgotante estarem expostas a este tipo de conteúdo durante muito tempo.

O Gamasutra publicou um artigo onde alguns produtores falaram sobre a sua experiência na criação de jogos com elementos repugnantes e expuseram o seu ponto de vista sobre o assunto.

O artista Vic Deleon contou que durante a criação de Halo 3 teve que investigar todo o tipo de "coisas asquerosas", desde fotografias de tumores e lesões até vídeos de colonoscopia.

"A minha tolerância é muito alta, mas as náuseas invadiam-me repentinamente. Foram um par de semanas brutais," assinalou. "Não diria que estava traumatizado, mas sim obcecado, como quando uma criança vê algo realmente desagradável ou sangrento num filme de terror".

A experiência, como seria de esperar, não é igual para todos. O animador de Mortal Kombat, Steve Bowler, explicou que o seu trabalho é muito mais abstracto e que por isso é menos stressante. No entanto ele sugeriu que trabalhar em jogos muito violentos por longos períodos pode diminuir a sensibilidade das pessoas, mesmo não sendo artistas ou animadores.

"Eu estava a trabalhar num jogo onde iriam enforcar alguém publicamente," disse Mike Jungbluth, artista e animador de Shadow of Mordor e Black Ops. "Tive que investigar material de referência com pessoas enforcadas para representar fielmente a física da acção, e depois de um dia enfiado nisso fiquei definitivamente afectado". O produtor afirmou que não conseguia apagar essas imagens da sua mente e que isso fez com que durante muito tempo se mantivesse afastado emocionalmente da sua esposa e amigos.

A conclusão é que, em todos os casos, os produtores perderam um certo grau de empatia. No entanto o Gamasutra acredita que alguns jogos podem ter o efeito contrário.

Publicidade

Salta para os comentários (16)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

ArtigoOs melhores jogos de Dragon Ball

Uma lista só com jogos "Super Saiyan".

Microsoft promete um salto geracional com a Xbox Scarlett

"Conseguimos atingir os 4K mas também ir até aos 120 fotogramas por segundo."

Artigo10 alternativas gratuitas a Fortnite

Estes jogos são excelentes alternativas e dão-te variedade.

Também no site...

Microsoft promete um salto geracional com a Xbox Scarlett

"Conseguimos atingir os 4K mas também ir até aos 120 fotogramas por segundo."

ArtigoOs melhores jogos de Dragon Ball

Uma lista só com jogos "Super Saiyan".

Comentários (16)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários