Markus Persson, mais conhecido por Notch e por ser o criador de Minecraft, partilhou no Twitter um pouco sobre a sua vida actual depois de ter vendido o seu jogo à Microsoft.

Ao que tudo indica tornar-se milionário não lhe trouxe felicidade, muito pelo contrário, parece que isso só lhe complicou a vida e quis usar a famosa rede social para abrir o seu coração.

"O problema de teres tudo é que ficas sem razões para continuar a tentar fazer coisas," disse ele. Sobre as suas recentes férias em Ibiza ele comentou que, "Sai com um grupo de amigos em Ibiza e tive numa festa com pessoas famosas, onde podia fazer o que quisesse, e a verdade é que nunca me senti tão só."

Parece que nem a relação com as pessoas que deixou na Mojang é a melhor, apesar de não ser a primeira vez que se fala dos esforços de Notch por deixar os seus antigos trabalhadores na melhor posição possível.

"Quando vendemos a companhia, um dos meus grandes esforços foi garantir de que os funcionários ficassem num bom lugar. Agora todos eles me odeiam," acrescentou.

Sobre a questão se continuaria a trabalhar ele disse que, "Tentaria salvar o mundo, mas isso vai-me expôr de novo ao mesmo tipo de imbecis que me fizeram vender Minecraft". A compra foi efectivada por 2.500 milhões de dólares há quase um ano.

Apesar da sua grande riqueza, Notch disse que não irá abandonar o desenvolvimento de jogos.

Publicidade

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.