Sony não sente necessidade de pagar para ter exclusivos

Para eles é mais importante ter uma boa relação com as produtoras.

Jim Ryan, patrão da PlayStation Europa, falou com o CVG sobre o polémico tema dos exclusivos. Um assunto que tem vindo a dar que falar após o anúncio do exclusivo temporário de Rise of the Tomb Raider nas consolas Xbox.

"Nós temos uma grande e poderosa rede de estúdios que são nossos, todos estão a trabalhar em jogos que serão completamente exclusivos da PlayStation, e sentimos que as as parcerias com as third-party fazem sentido. Se sentimos necessidade de ir lá fora e pagar por um exclusivo? Provavelmente não," explicou Ryan.

"Penso que a parceria que temos com a Activision para Destiny é um bom exemplo de algo que faz sentido para eles, para nós e que também torna-se benéfico para os consumidores. Quando complementas essas duas coisas, ficas com uma posição bastante completa no mercado."

Quanto ao interesse dos estúdios independentes em desenvolver jogos para a sua consola, Ryan disse o seguinte: "Temos vindo a trabalhar arduamente com esta plataforma para torná-la acessível aos produtores mais pequenos, e eliminámos por isso regras estúpidas, procedimentos e burocracia. Reduzimos a papelada, facilitámos o acesso aos kits de desenvolvimento e temos um ambiente de desenvolvimento que, fundamentalmente, é muito mais fácil de trabalhar do que o que havia antes. É essa abordagem que nos faz estar mais próximos dos produtores indies."

Salta para os comentários (54)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (54)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários