Microsoft explica como a GPU da Xbox One ganha mais poder sem o Kinect

Bungie já usou o poder extra para optimizar Destiny.

Com a venda da Xbox One sem o Kinect, a Microsoft disse que ia desbloquear o poder da GPU da Xbox One que estava reservado para o dispositivo, cerca de 10 porcento, para aumentar o desempenho da consola nos jogos. Mas como funciona ao certo este processo? A Microsoft explicou sucintamente ao Eurogamer.net.

Os produtores já podem usar este poder extra como entenderem. Por exemplo, a Bungie decidiu aproveitar o poder que estava reservado para o Kinect para que Destiny corra na Xbox One a 1080p e 30 fotogramas por segundo, valores iguais à versão PlayStation 4, que até agora estava a obter melhores resultados em vários jogos.

O que a Microsoft fez foi tornar o sistema da Xbox One flexível, para que a GPU e memória RAM antes reservadas para o Kinect possam ser usadas para vários propósitos, mas os comandos de voz , como "Xbox record that", vão estar sempre disponíveis e funcionam em todos os jogos da consola.

No entanto, se os produtores decidirem criar um jogo completamente livre do Kinect, os controlos por gestos e por voz não vão funcionar, a não ser que minimizem o jogo, a partir daí volta tudo ao normal.

"Tens mais GPU, por isso podes usá-la como quiseres," disse Ken Lobb, diretor criativo dos Microsoft Studios, ao Eurogamer inglês. "Tens mais GPU com mais largura de banda, ambos importam. Para alguns jogos pode ser a resolução, pode ser a framerate, ou pode ser mais inimigos".

Com este novo sistema flexível, não importa se têm o Kinect ligado à consola. Todo o poder da GPU está sempre disponível, e quando for preciso usar o Kinect, aqueles 10 porcento de reserva voltam a estar associados ao dispositivo.

Publicidade

Salta para os comentários (70)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (70)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários