Produtor de Castlevania: LoS 2 culpa diretor por jogo medíocre

E fala de desenvolvimento complicado.

a

O recente Castlevania: Lords of Shadow 2 teve direito a reacções mistas por parte dos jogadores e imprensa, tendo recebido uma classificação média na nossa análise. Agora, um suposto produtor da Mercury Steam veio discutir o período de desenvolvimento da sequela, e colocar as culpas no diretor do estúdio Enric Alvarez, afirmando que é um homem com vários problemas.

Esta informação vem dos fóruns da revista Meristation, de um utilizador conhecido por ter contacto direto com um dos produtores da Mercury. O trabalhador escolheu manter-se anónimo, mas expressou a sua discórdia e distanciamento com o processo de desenvolvimento escolhido, e com o próprio Alvarez.

Mais explicou que viveu um pequeno "inferno" durante o desenvolvimento de Lords of Shadow 2, e salientou ainda que Hideo Kojima teve pouco a ver com a produção do primeiro jogo. "Ele chegou cá, selou umas coisas, assinou uns documentos, visitou o estúdio, e foi só. Ele teve ainda menos participação em Mirror of Fate e LoS2".

"Ninguém está surpreendido com as notas baixas que recebemos, a maioria da equipa sabe a porcaria que fizemos, que nada tem a ver com a qualidade e valores de produção do primeiro."

"Se há alguém para culpar, esse alguém é Enric Álvarez. Ele é a pessoa que dirigiu o processo baseado nos seus critérios, ignorando os programadores, designers e artistas. Apesar da visão que a imprensa tem dele, comparando-o a David Cage ou Molyneux, ele tem sérios problemas. É mau e desde o sucesso de Lords of Shadows 1 que o seu ego cresceu ao ponto de ninguém ter sequer coragem para lhe dirigir um olá no corredor."

O alegado funcionário continua afirmando que a estrutura interna da Mercury Steam é arcaica, e que os seus fundadores possuem "zero de habilidade para gerir um estúdio". Mais informa que o departamento de "QA" é tratado como gado, com ordenados ridículos e bullying diário.

Por fim revelou que desde que terminaram com Lords of Shadow 2, a Mercury Steam já se livrou de 35 empregados, e mais despedimentos são expectáveis. Agora o futuro do estúdio está por um fio, já que a Konami ficou aborrecida com a mediocridade do jogo. "As expectativas para o nosso futuro são más", disse ele.

"Há tanta paixão e talento aqui, mais do que alguma vez vi em qualquer lado, mas está completamente reprimido. Espero sinceramente que quem ler isto compreenda o que temos vindo a viver aqui. Alguém tinha que falar, antes que fique esquecido após o lançamento do jogo.

É importante encarar estas palavras com cautela, visto que o produtor escolheu manter-se anónimo. Aguardamos uma reação oficial da Konami e do produtor Dave Cox.

Salta para os comentários (40)

Sobre o Autor

Aníbal Gonçalves

Aníbal Gonçalves

Redator  |  Darthyo

MMOs e RPG são com o Aníbal. Aliás existe um rumor na redação que a sua primeira casa é o World of Warcraft. Mas às vezes também o vemos a fazer uns exercícios. Não é mau de todo.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (40)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários