Ex-membro da Rare diz ter sido um erro deixar Nintendo para ir para a Microsoft

Está convicto que hoje em dia apenas o nome da Rare original se mantém.

Chris Seavor, criador de jogos como Conker, Star Fox Adventures e os dois primeiros jogos de Killer Instinct, contou em entrevista com a revista Nintendo Force, que foi um erro terem saído da Nintendo para passar a trabalhar com a Microsoft.

"Uma das promessas da Microsoft é que não mudariam a forma de como a Rare funcionava. No entanto começaram logo a fazer pequenas mudanças, uns toques aqui e acolá... começaram a surgir 'administradores de produção' a fazer todo o tipo de perguntas banais."

"Começaram a surgir pessoas estranhas nos corredores cada vez com mais frequência como se tratasse de um desfile a quererem ver os jogos. Quando criavas uma amizade e começavas a entender-te pooof!, essa pessoa ia-se embora e era substituída por outra que não conhecias."

"Quando Tim e Chris (fundadores da Rare) se foram embora, foram feitas ainda mais mudanças, a ponto de já nada me importar. E foi assim."

Chris Seavor ainda brincou ao dizer que gostaria de ver Conker no lote de lutadores de Smash Bros, e concluiu dizendo:

"Se olharmos para a Rare de hoje, e compararmos com os seus dias de glória, só o nome se mantém. Nada mais."

Salta para os comentários (33)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (33)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários