Grande salto de Assassin's Creed 3 possível devido a jogos anuais

Sequela financiada por Brotherhood e Revelations.

Em entrevista com os Ingleses da Eurogamer, Alex Hutchinson, diretor criativo de Assassin's Creed 3, afirmou que o enorme salto criativo do jogo seria impossível se a Ubisoft não tivesse tornado a série anual.

Temos agora múltiplos grupos a trabalhar na série. Começamos este em Janeiro de 2010, ao mesmo tempo que Brotherhood e antes de Revelations," explicou Hutchinson.

"A equipa central deste tem estado a trabalhar nele quase há três anos, o que é algo que quase nunca tens nesta indústria atualmente - é muito caro, muito arriscado. Portanto precisamos que os outros projetos suportem esse tipo de desenvolvimento - estes grandes saltos."

Hutchinson comentou ainda que acha engraçado as pessoas dizerem que tudo se resume à frequência com que os jogos são lançados pois para ele tudo se resume mesmo ao quão bons os jogos são. Além disso, acredita que a beleza desta série é que caso seja bem feito um novo jogo pode ser em si uma nova propriedade intelectual.

"É na mesma sobre navegação e combate, mas é um novíssimo herói, um novíssimo cenário, uma novíssima fantasia. É mesmo o mais perto que poderias ter de uma nova propriedade intelectuais de grande orçamento tarde no ciclo da consola."

Questionado se tal como AC2 este novo jogo vai despoletar uma trilogia sua, Hutchinson não foi direto e optou por afirmar que o estúdio atualmente consegue planear muito melhor o futuro e tem algumas ideias. No entanto acredita que os jogadores adoram novos personagens e mudanças radicais e como tal ainda estão a decidir as coisas.

"Não sei. Penso que seria porreiro a algum momento dizer 'O Connor é um personagem, ele viveu neste grande e épico jogo, é a sua história', ao invés de tentar arrastar em demasia. Mas novamente, foram precisos 18 meses em termos de encontrar atores, construir 20 ou 30 versões do fato...simplesmente trabalhar em todas estas coisas para ter tudo certo, portanto não é algo que possas fazer muito rápido."

Publicidade

Salta para os comentários (31)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Dreams ganha data de lançamento

Sairá do Acesso Antecipado em Fevereiro.

Estúdios third-party podem agora criar jogos de League of Legends

Riot Games abre o seu universo a outros produtores.

Grand Theft Auto Online está cada vez mais popular

Seis anos depois, é uma máquina de gerar dinheiro.

Esta publicidade da PS4 Pro é de chorar

Já alguma vez um videojogo te fez chorar?

Também no site...

Comentários (31)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários