Call of Duty não terá o mesmo destino de Guitar Hero

Shooter cresce a cada ano que passa.

Call of Duty não terá o mesmo declínio que acabou por sofrer Guitar Hero. Pelo menos é aquilo que Eric Hirshberg, da Activision, escreveu numa nota que circulou pela companhia durante o mês de Fevereiro.

Nessa nota esclarece que Call of Duty não é como Guitar Hero. Hirshberg explicou argumentando que, depois de ter pensado muito sobre o assunto, o lançamento anual a que nos têm acostumado com o jogo de ação não terá o mesmo destino que a série de jogos musicais.

"A chegada de Guitar Hero ao sucesso foi fulminante, mas pouco tempo depois começou o seu declínio constante que o levou à situação atual, ou seja, prestes a desaparecer. Call of Duty, pelo contrário, cresceu de forma continuada nos seus sete anos de vida."

Guitar Hero não resistiu ao teste do tempo, isto de acordo com o executivo, por outro lado Call of Duty demonstrou um notável poder de permanência e uma grande atracão durante anos, de tal forma que terá outro futuro.

Com este objetivo, e tendo em conta a procura dos utilizadores, a Activision planeia agora concentrar todos os seus ativos em fazer jogos que elevem o nível de qualidade e em permanecerem na vanguarda da inovação.

No entanto a companhia diz estar consciente de que as franchises de entretenimento que permanecem muito tempo são pouco habituais, Hirshberg afirmou que irão trabalhar de forma a conseguirem que Call of Duty continue a mostrar sinais de estar na ribalta ainda durante mais anos.

Salta para os comentários (15)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (15)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários