Skip to main content

STALKER 2 permanece fiel às suas origens, mas com toques modernos

Perigo, loot e anomalias na zona de exclusão.

Image credit: GSC Game World

A muito aguardada sequela da série clássica de terror de sobrevivência STALKER, STALKER 2: Heart of Chernobyl, vai chegar ao PC e à Xbox Series S/X a 5 de setembro. O Wccftech teve a oportunidade de jogar os primeiros 30 minutos do jogo, que permite perceber o que os jogadores vão encontrar na desolada Exclusion Zone ucraniana.

A antevisão destaca a mistura de elementos familiares de terror de sobrevivência com algumas características modernizadas. Os jogadores irão mais uma vez navegar num mundo perigoso onde a gestão de recursos é fundamental. As balas são escassas e os objetos recolhidos como vodka e comida enlatada podem ser tão valiosos como as ligaduras.

O combate continua a ser o foco central, e tanto os inimigos como o jogador sofrem danos muito depressa.Além disso, as armas parecem encorajar uma orientação precisa e a utilização tática de recursos limitados.As anomalias, os perigos ambientais característicos da série, regressam como obstáculos mortais que exigem cautela e uma utilização estratégica dos scanners para os contornar.

Embora o mundo mantenha a sua caraterística original, a área de segurança parece mais reduzida desta vez, obrigando os jogadores a adaptar as suas táticas para combates contra criaturas mutantes e fações hostis.

STALKER 2: Heart of Chernobyl também abraça algumas sensibilidades de design moderno. Uma bússola substitui o tradicional minimapa, guiando os jogadores para objetivos e pontos de interesse. Os inimigos são assinalados visualmente, o que ajuda a localizar os objetos que caem. No geral, o HUD parece ter sido concebido para ser discreto, maximizando o impacto da beleza desoladora do jogo.

Apesar dos problemas enfrentados pelo estúdio GSC Game World devido à guerra na Ucrânia, STALKER 2: Heart of Chernobyl parece estar a tornar-se num digno sucessor da série.O jogo tem lançamento previsto para PC e Xbox Series S/X a 5 de setembro.

Ver no Youtube

Lê também