Skip to main content

PS5 no centro de polémica com a Itália no Euro 2024

Selecionador fala no uso moderado.

Crédito da imagem: EA Sports

Luciano Spalletti, o seleccionador da Itália, assegurou à imprensa que os seus jogadores não estão proibidos de jogar videojogos durante o Euro 2024, mas fala num uso moderado pois não quer os atletas acordados até muito tarde para jogar PlayStation.

A consola da Sony está novamente envolta em polémica (a companhia certamente não se importa com este tipo de controvérsia em torno da sua PlayStation 5) pois o treinador dos italianos disse no passado que não gosta muito que os atletas se distraiam com as suas consolas. Agora, foi questionado sobre o assunto e até diz que já jogou na PlayStation que está no local de treino onde a equipa está.

Em fevereiro, Spalletti disse que os jogadores deviam “deixar a PlayStation em casa” para treinar e “ganhar o Euro, não no Call of Duty”, especialmente porque suspeita que um jogador nem sequer dormiu antes do jogo contra a Ucrânia só para jogar na consola.

Antes da vitória sobre a Albânia, Spalletti foi questionado se baniu mesmo a PlayStation, algo ao qual respondeu que é mentira e, de acordo com a ESPN, nem sequer tem algo contra qualquer tipo de jogo, “criamos uma sala de jogos na qual estão duas PlayStations lá. Vão todos para lá, eu também já estive lá.”

No entanto, avisou que somente durante o dia podem jogar, pois considera inaceitável ficarem “acordados até às 3 ou 4 da manhã, precisam dormir à noite. Temos de manter um estilo de vida correto antes das partidas. Não é justo e verdadeiro que eu tenha dito que não podem jogar PlayStation.”

Lê também