Skip to main content

Se não podes pagar pelo jogo, criador de Slay the Princess sugere pirateá-lo

E comprá-lo mais tarde se gostares dele.

Image credit: Black Tabby Games

O jogo de terror animado Slay the Princess ganhou popularidade recentemente graças aos vídeos publicados no YouTube pelo popular streamer "Markiplier".

Entretanto, o criador do jogo usou a sua conta oficial na plataforma X para sugerir que é melhor jogares o jogo tu mesmo e, se não tiveres dinheiro para comprá-lo, podes pirateá-lo (e não ficará ofendido).

"Ou se não puderes pagar pelo jogo em geral, pirateia-o! Não tem problema, e podes sempre comprar uma cópia mais tarde se achares que o jogo vale o teu dinheiro. E depois podes ver o Sr. Plier", afirma.

Mark "Markiplier" Fischbach é um dos criadores de conteúdo mais populares na esfera dos videojogos, especializado em jogos de terror independentes. Slay the Princess está agora a vivenciar uma segunda juventude graças aos seus vídeos.

A premissa do jogo é simples: na cave de uma casa abandonada na floresta, encontramos uma princesa que fará de tudo para escapar. No entanto, rapidamente descobre-se que ela não é uma pessoa completamente agradável, com a história a ramificar-se de acordo com as tuas escolhas.

Lê também