Skip to main content

Embracer Group fechou as portas a mais um estúdio!

Tentativas de venda falharam.

Image credit: Piranha Bytes

Piranha Bytes, o estúdio alemão conhecido pelos jogos Gothic, Risen e ELEX, fechou as portas, segundo notícia do site alemão GameStar. O estúdio, que pertence ao grupo Embracer, estava a enfrentar dificuldades financeiras e as tentativas de venda falharam.

A Embracer, que tem estado a passar por uma extensa reestruturação, estava à procura de um comprador para a Piranha Bytes como parte de um plano de redução de custos mais alargado, que resultou no encerramento de vários estúdios e no despedimento de mais de 4.500 funcionários. No final do ano passado, surgiram os primeiros relatos de despedimentos na Piranha Bytes, tendo a empresa admitido a situação difícil no início deste ano. Foi agora confirmado que o estúdio encerrou oficialmente no final de junho.

Os responsáveis pela Piranha Bytes, Björn Pankratz e Jennifer Pankratz, fundaram um novo estúdio independente chamado Pithead Studio. Num vídeo publicado no YouTube. O Pithead Studio pretende continuar a centrar-se em jogos RPGs, mantendo a essência dos projetos anteriores da Piranha Bytes.

Num comunicado publicado no X, o Pithead Studio anunciou oficialmente a sua criação e prometeu partilhar mais detalhes sobre os eventos finais da Piranha Bytes em vídeos semanais, que serão disponibilizados no canal YouTube do estúdio todas as segundas-feiras.

A situação da Piranha Bytes espelha as dificuldades enfrentadas por muitos estúdios de jogos num mercado competitivo. A fundação da Pithead Studio pelos seus antigos líderes indica uma tentativa de começar de novo e continuar a contribuir para o género RPG com novas criações independentes.

Lê também