Skip to main content

Drama entre insiders desmascara uma das mais populares fontes

Acusações e falsas identidades.

Image credit: Atlus

Certamente já reparaste que nos últimos meses, a indústria dos videojogos está inundada de personalidades que alegam ter conhecimento sobre o que se passa nos bastidores, que sabem o que os estúdios estão a fazer, o que os leva a procurar visibilidade e até a tentar ganhar dinheiro com isso.

Nos últimos meses, vimos um grande esforço, quase uma luta, entre insiders por maior visibilidade e cobertura mundial, o que levou muitos a juntarem a sua voz a rumores sobre os quais nada sabiam ou até mesmo a partilhar falsas informações na esperança de acertar e ganhar maior credibilidade. Ao longo de 2024, já vimos muitos insiders tombar e agora, juntamos mais um à lista.

Ao longo das últimas horas, explodiu um drama nas redes sociais e fóruns quando começaram a surgir relatos que Midori, uma das mais credíveis fontes não oficiais de informação, não é uma jovem japonesa com conhecimento sobre a Atlus e Sega, mas sim um homem com mais de 30 anos que de alguma forma obteve uma apresentação interna da Sega. Isto permitiu-lhe partilhar informações confidenciais totalmente certeiras e ganhar milhares de seguidores que acompanhavam as mensagens escritas em “mau Inglês” para reforçar a sua persona online.

No entanto, muitos começaram a reparar que Midori se estava a expandir, a deixar de falar somente da Sega e, mais importante, a falhar na informação que partilhava. De acordo com o que foi partilhado, quando o poço secou Midori começou a pedir informações a outros insiders para tentar manter viva a sua conta, o que resultou em informações erradas partilhadas com os seguidores.

Após surgir nas redes sociais e Reddit uma exposição sobre a sua real identidade, o próprio decidiu confirmar que não é uma jovem japonesa, revelar os motivos para a criação desta conta e comentar toda a situação em torno da investigação à sua identidade, algo que considera ter sido feito não por amor aos jogos, mas por inveja.

Numa era na qual as companhias se entregaram ainda mais aos segredos, os insiders que acertam nas informações tornaram-se numa espécie de heróis, seguidos por milhões de fãs, mas as coisas começam a chegar a um patamar preocupante quando inventam informações para tentar permanecer visíveis aos olhos do mundo.

Lê também