Skip to main content

Criador do jogo Banana diz que não é uma burla

Diz que os jogadores ganham dinheiro com um jogo gratuito.

Image credit: Pony, Sky, AestheticSpartan

O jogo Banana, que ganhou recentemente grande popularidade na plataforma Steam, tem suscitado muita intriga quanto à sua legitimidade. O jogo consiste em clicar numa imagem de uma banana ou simplesmente deixar o software a funcionar para ganhar bananas que podem ser vendidas no mercado do Steam. Desde que o Banana começou a ganhar destaque, especula-se que se trata de uma fraude, especialmente após a revelação de que um dos criadores, Theselions, esteve anteriormente envolvido numa "fraude/bug de bitcoin" no mercado Steam.

Em resposta às preocupações, o CM/coproprietário de Banana, aestheticspartan, esclareceu a situação numa mensagem no Discord. Explicou que a equipa não sabia do passado de Theselions até que vídeos recentes trouxeram o assunto à tona. Depois de uma discussão interna, a equipa decidiu separar-se de Theselions, limpando o seu inventário de bananas valiosas para tranquilizar a comunidade. A Aestheticspartan garantiu que não existem fraudes e que estão a trabalhar em atualizações para melhorar o jogo.

Apesar das garantias da equipa, o jogo enfrenta um problema com bots, como admitiu o programador Hery numa conversa com o Polygon. Hery explicou que o jogo usa poucos recursos do PC, permitindo que as pessoas abusem de contas alternativas para obter drops mais raros em grandes quantidades. No entanto, garantiu que tudo está em ordem e que a popularidade do jogo se deve ao facto de ser uma forma legítima de ganhar dinheiro com a venda de objetos virtuais gratuitos.

O Eurogamer contactou membros da equipa de Banana e da Valve para obter mais comentários sobre a atual polémica em volta do jogo.

Lê também