Skip to main content

Audiências de Star Wars: The Acolyte, da Disney, afundam

Dados da Nielsen revelam uma queda de 75% na audiência.

Image credit: Disney/Lucasfilm

De acordo com um artigo do Cosmicbook, as recentes audiências da Nielsen revelam uma queda expressiva na audiência de The Acolyte, uma das mais recentes séries da saga Star Wars da Disney. Com um decréscimo de cerca de 75%, The Acolyte atingiu a segunda pior audiência entre todas as produções do universo Star Wars lançadas pela Disney.

Os números da Nielsen, que abrangem a semana de 3 a 9 de junho, mostram que os dois primeiros episódios de The Acolyte foram vistos durante 488 milhões de minutos, o que resulta numa média de 244 milhões por episódio. Em comparação, Ahsoka, que estreou com dois episódios em agosto de 2023, foi vista por 829 milhões de minutos no total, uma média de 414,5 milhões por episódio. Estes dados mostram que a audiência de The Acolyte é quase metade da de Ahsoka.

Além disso, The Acolyte teve um custo de produção quase duas vezes superior ao de Ahsoka, com 187 milhões de dólares contra 100 milhões de dólares. Apesar deste investimento considerável, a série ficou atrás de outras produções Star Wars, incluindo Obi-Wan Kenobi e The Book of Boba Fett, em termos de audiência inicial. Apenas Andor teve uma audiência ligeiramente inferior.

Comparando as audiências de estreia das séries Star Wars, The Mandalorian lidera com 1.031 milhões de minutos vistos na estreia da segunda temporada. Segue-se Obi-Wan Kenobi com 1,026 milhões de minutos, Ahsoka com 829 milhões, The Book of Boba Fett com 389 milhões e Andor com 624 milhões. The Acolyte está logo à frente de Andor com 488 milhões de minutos vistos.

A análise das diferenças de audiência revela uma tendência preocupante para a Disney. Enquanto The Mandalorian continuou a ser um sucesso, novas produções como The Acolyte e Andor não estão a conseguir captar a mesma atenção do público. Esta discrepância sugere que os fãs de Star Wars podem estar a tornar-se seletivos, preferindo conteúdos já consolidados e populares dentro da saga.

A diferença de audiências pode também ser atribuída a vários fatores, incluindo a receção pela crítica, a atração das personagens e a narrativa. The Mandalorian conseguiu cativar o público com novas histórias e personagens carismáticas, como Grogu (Baby Yoda). Por outro lado, The Acolyte, apesar do seu elevado orçamento, não parece ter atingido o mesmo nível de envolvimento.

A Disney e a Lucasfilm têm pela frente importantes obstáculos para reconquistar o público perdido e revitalizar o interesse pelas novas produções Star Wars. A empresa terá de avaliar as estratégias de marketing, o desenvolvimento das personagens e a forma de contar histórias para garantir que as futuras séries conseguem captar a imaginação dos fãs e alcançar o sucesso esperado.

Resumidamente, os dados da Nielsen revelam uma queda preocupante da audiência das novas produções da Disney relacionadas com Star Wars, com The Acolyte a registar números particularmente baixos. Esta situação levanta questões sobre o futuro da franquia e a capacidade da Disney para manter o interesse dos fãs.

Image credit: Nielsen

Lê também