Eurogamer.pt

Platinum Games e Hideki Kamiya respondem a cancelamento de Scalebound

Pedem desculpa aos fãs que ficaram desiludidos.

Hideki Kamiya, o director de Scalebound, já respondeu à decisão da Microsoft de cancelar o seu jogo. Embora seja conhecido pelas suas respostas temperamentais, Hideki Kamiya mostrou compostura e pediu desculpa a todos os fãs que estavam à espera para jogar Scalebound.

Recorrendo ao Twitter para comunicar com os seus fãs, Hideki Kamiya também negou que precisou de tirar tempo para tratar de problemas mentais e prometeu trabalhar a dobrar no futuro para não voltar a desiludir.

Entretanto, a Platinum Games também reagiu à decisão da Microsoft. No site oficial da PlatinumGames, Kenichi Sato, o presidente e CEO do estúdio, escreveu que "estamos muito desiludidos que as coisas tenham terminado assim, especialmente dado que muitos dos nossos fãs estavam ansiosos por este jogo, tal como nós".

"Daqui em diante, vamos continuar à procura de vos oferecer jogos de alta qualidade, a começar com Nier: Automata em Março, e incluindo futuros projectos como GRANBLUE FANTASY Project Re:Link e LOST ORDER.

Quando anunciou que decidiu cancelar Scalebound, a Microsoft disse que houve problemas no desenvolvimento, mas não entrou em mais detalhes. Scalebound era um dos exclusivos mais importantes de 2017 para a Microsoft.

Publicidade

Comentários (52)

Criar uma nova conta

OU