Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Ex-Platinum diz que a Microsoft é dona da PI Scalebound

Não acredita que possa ser lançado na Switch.

Scalebound é um dos nomes que marcará esta geração, um exclusivo Xbox One da Platinum Games que não teve a oportunidade de ver a luz do dia e gerou imensa desilusão quando foi cancelado.

No entanto, o jogo voltou aos cabeçalhos devido a um novo rumor que avança a possibilidade de ressuscitar pelas mãos da Nintendo como um exclusivo Switch, algo que ainda não foi comentado oficialmente por qualquer uma das 3 partes envolvidas - Microsoft, Platinum Games ou Nintendo.

Este rumor trouxe de volta todas as questões em torno dos motivos do cancelamento do jogo e sobre quem é a dona da propriedade intelectual e licença Scalebound.

Jean Pierre Kellams está agora a trabalhar na Electronic Arts, mas durante vários anos, trabalhou na Platinum Games e serviu como produtor criativo no desenvolvimento de Scalebound.

Sendo um projecto ao qual se dedicou ao longo de vários anos, Kellams comentou o rumor e diz que apesar de não ser algo impossível, duvida fortemente que possa ser verdade.

"Raios. Não sei. Já não trabalho lá e não tenho falado com ninguém de lá sobre isto, mas duvido muito que isto seja verdade," comentou Kellams sobre o rumor de Scalebound ressuscitar como exclusivo Switch.

Como seria de esperar, o comentário de Kellams gerou algumas perguntas entre os seus seguidores e acrescentou que os direitos sobre a propriedade podem tornar esta situação altamente improvável.

"Eu também," disse Kellams a um seguidor que apontava a dificuldade deste rumor ser real tendo em conta quem detém os direitos da propriedade.

"Isso e as diferenças de hardware. Neste momento, faz mais sentido simplesmente criar um novo jogo. Scalebound não era uma propriedade intelectual adorada. Nunca teve a oportunidade de se tornar nisso."

Questionado directamente sobre quem é a dona da propriedade, Kellams não teve dúvidas e respondeu que é a Microsoft.

"Quando eu trabalhei nele, a Microsoft. Claramente."

Kellams deixou ainda uma mensagem para todos os que continuam a querer saber informações de Scalebound após o nome surgir associado ao rumor, dizendo ainda que se existisse a oportunidade de o terminar, adoraria fazê-lo, mas uma das razões pelas quais saiu da Platinum foi porque isso parecia improvável.

"Penso que vou desligar o Twitter até este rumor morrer. Tenho pessoas que me referem em todo o tipo de estupidez. Não me venham com as vossas estúpidas mensagens de registos de propriedade, ou argumentos entre Microsoft e Nintendo, ou o que ouviste ser a verdade sobre Scalebound."

"Quer dizer, o jogo deixou-me literalmente estourado, mandou-me para a terapia, desiludiu-me, fez-me aprender muito, motivou-me a experimentar coisas novas e locais novos; todo o tipo de positivos e negativos. Mas o que não fez foi dar a todos na internet qualquer pista sobre o que estão a falar."

Em Junho de 2014, Kamiya disse que poderia criar algo como Scalebound para a Nintendo Wii U, se a Nintendo financiasse o projecto, algo que poderá ter sido feito precisamente com Astral Chain.

Fontes não oficiais dizem que Astral Chain pegou nas ideias de Scalebound e deu origem a algo novo, que será lançado em exclusivo para uma plataforma da Nintendo.

Sobre o Autor

Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários