Eurogamer.pt

Pokémon: Go chega ŕ China

Graças a um investimento de 167 milhőes de euros.

Numa entrevista com o website FT.com, o CEO da Niantic, John Hanke, anunciou que Pokémon Go irá chegar ŕ China. A Niantic fez uma parceria com a companhia de videojogos chinesa NetEase para trazer o jogo mobile para o país, quase dezoito meses depois de o mesmos ser lançado no resto do mundo.

A China baniu o jogo devido ao seu uso do Google Maps, algo que o país vę como uma séria ameaça ŕ segurança já que esse serviço contém imagens de satélite de locais militares.

Vários países colocaram restriçőes a Pokémon Go e nos locais onde os Pokémons podem aparecer; já a China, recusou formalmente a entrada de Pokémon Go no país, em Janeiro de 2017. Desde entăo que nenhum Pokémon aparece no jogo e Pokéstops e ginásios năo poderăo ser encontrados em pontos de interesse.

1

Todavia, no passado męs de Novembro, a NetEase, uma empresa de videojogos, provedora de Internet e detentora dos serviços online de jogos como Hearthstone e World of Warcraft na China, fez um investimento de 167 milhőes de euros na Niantic, algo que permitiu que o jogo fosse lançado de forma legal em território chinęs.

O abandono do Google Maps em detrimento de mapas Open Source em 2017 pode também ter ajudado o caso, mas ainda assim, năo há ainda data oficial de lançamento.

Publicidade

Comentários (6)

Criar uma nova conta

OU