Eurogamer.pt

Indústria reage ao falecimento de Satoru Iwata

Presidente da Nintendo deixa um grande vazio.

Enquanto recuperamos do choque que tivemos quando nos foi comunicado durante esta madrugada que Satoru Iwata, presidente da Nintendo, faleceu aos 55 anos, toda a indústria reage à notícia da perda de uma mente magnífica.

"Sempre admirei os seus comentários pessoais, fáceis de compreender, sobre jogos em desenvolvimento no seu Nintendo Direct. Era uma inspiração enquanto líder de uma das mais influentes companhias na indústria dos videojogos, que chegou até a fazer jogos e sempre foi um gamer. Conversei com ele em alguns eventos internacionais e sempre foi amigável e bom conversar com ele," disse Shuhei Yoshida da Sony.

"Sonhava um dia poder trocar Tweets abertamente com ele ou estar na mesma sessão de conversa com ele para falar sobre a indústria e jogos que jogamos. Até cheguei a publicar no Twitter quando estava a partir para a E3 com #iwatter pois vi que ele começou a publicar notícias da Nintendo para a E3 com essa hashtag. Sempre respeitei os jogos Nintendo, pela sua acessibilidade e polimento que todos jogam e adoram, agora percebo que Iwata San foi sempre um dos principais responsáveis pelo alto padrão de qualidade em todos os jogos Nintendo. Apenas desejo que descanse em paz. Agradeço todo o seu trabalho por uma melhor indústria dos videojogos," terminou Yoshida.

Randy Pitchford, presidente da Gearbox Software, afirmou jamais ter conhecido alguém nesta indústria que tivesse conhecido Iwata e não o admirasse ou respeitasse. "Os mais sábios entre nós vão passar muito tempo a tentar relembrar e capturar a sua personalidade."

Jack Tretton, ex-presidente da SCEA, disse que, "Iwata San deixará muitas saudades. Graças à sua visão e liderança, milhões de jogadores em todo o mundo foram entretidos e inspirados. As suas contribuições jamais serão esquecidas."

Outras personalidades como Osamu Asada, criador de 1001 Spikes, confessou estar chocado e confuso com a notícia pois mais do que um programador é um jogador que conheceu o trabalho e influência de Iwata San. Tyrone Rodriguez, fundador da Nicalis, disse que a morte do presidente da Nintendo é algo pessoal: "De fora ele era todo 'Nintendo', dentro da companhia era uma força condutora para uma mudança positiva. Mr. Iwata era um presidente modelo e um programador de jogos - tanto na sua personalidade como no negócio."

John Ricciardi da 8-4 Ltd, relembra a pessoa humilde e simpática que chegou a conhecer cujo trabalho nas trincheiras deixava a sensação que tudo iria correr bem. Acima de tudo era um programador e jogador.

Publicidade

Comentários (7)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!