ZiGGURAT - Análise

A nova sensação para o iOS.

A primeira coisa que me passou pela cabeça ao iniciar ZiGGURAT foi, "mas em que raios é que me meti?" A resposta até é bem mais simples do que pensava, é um novo jogo que combina toda a facilidade dos controlos por toque, que tanto tem patrocinado as experiências casuais, com um visual simplesmente retro e uma dificuldade digna dos clássicos hardcore. Isto e ainda uma estrutura que vai buscar direta inspiração ao nome do jogo.

Como alguns devem saber, os Ziggurat eram pirâmides e basta olhar para o (único) ecrã que vão ver aqui neste jogo para perceber que toda a ação decorre com o protagonista no topo de uma espécie de pirâmide e que todas as mecânicas de gameplay estão altamente ligadas a este elemento. Isto porque ZiGGURAT é um jogo no qual apenas temos que apontar e disparar com os inimigos a vir de qualquer lado do ecrã.

1

O jogador apenas tem que deslizar o dedo pela parte inferior do ecrã para desta forma apontar a arma enquanto o tempo que demora a pressionar o ecrã define a intensidade do disparo. A gameplay é tão simples quanto isto mas aqui não temos power-ups, não temos melhorias ou qualquer facilitismos, temos sim uma dificuldade hardcore e bruta a contrastar com o esquema de controlo mais ao encontro das experiências casuais: basta um toque ou deslizar.

Um jogo num único ecrã que nunca acaba, é esta a premissa. Disparamos para um infindável exército de inimigos e se perderem antes de eliminarem 20 inimigos, podem-se dar por contentes. Se o visual retro, a lembrar um jogo da era 16-bits, não vos assustar então podem começar a ganhar gosto por mais e tentar bater as pontuações mundiais mas neste retro-shooter.

Para quem está habituado às recentes tentativas de aproximar os iOS das experiências tecnologicamente mais avançadas vai ficar assustado com o visual retro de ZiGGURAT. A isto, combinado com a gameplay simples de aprender mas extremamente difícil de dominar vai fazer com que ZiGGURAT seja um jogo para somente alguns e para aqueles com um gosto especial por experiências assim mais para o...sádico.

3

Apesar de apresentar um esquema de controlo alternativo, o esquema padrão é o mais aconselhado e no final de contas de nada adianta, ZiGGURAT vai humilhar-vos, a questão aqui é saber se vão querer uma segunda volta. O mais estranho de tudo é que para um produto iOS, é do mais direto que podem encontrar e podem-no jogar em qualquer lado...se bem que podem ficar frustrados demasiadamente fácil.

ZiGGURAT merece um prémio por apostar numa postura retro hardcore com recurso a esquemas de controlo bem familiares aos casuais. Faz-se sentir pela diferença e é mesmo algo único e diferente nos iOS apesar de ter tanto similar à maioria. Por 0.79 euros não podem pedir muito mas o que ganham é algo que de tão diferente vai certamente conquistar alguns enquanto vai arrepiar outros.

8 / 10

Lê o nosso Sistema de Pontuação ZiGGURAT - Análise Bruno Galvão A nova sensação para o iOS. 2012-03-08T17:08:00+00:00 8 10

Comentários (4)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!