Eurogamer.pt

Remedy fala sobre Alan Wake 2

Será que a série algum dia será lançada na PS3?

A Remedy falou sobre o tão especulado Alan Wake 2, sugerindo que, se tal acontecer, não levará tanto tempo a criar como o seu primeiro jogo e que não será lançado numa consola PlayStation.

Em conversa com o Eurogamer, Oskari Hakkinen, líder da Remedy, foi questionado sobre se a equipa já estaria a trabalhar no jogo, ou se estariam pelo menos a pensar em fazê-lo.

Hakkinen respondeu que, "A pensar sobre isso? Quando fizemos Max Payne, nunca pensámos que ia ser um sucesso. Éramos apenas malta nova numa cave a criar um jogo que se tornou popular. Ficámos chocados quando as pessoas nos batiam nas costa na E3 e diziam, 'Vocês criaram algo espetacular. Deram-se conta do que fizeram?' Todos nós respondemos, 'Não. O que é que nós fizemos?' e elas responderam, 'Vocês criaram este jogo incrível.'"

"Em Max Payne 1, o Sam [diretor criativo] matou todas as personagens. Por isso foi um problemas começarmos com Max Payne 2 porque nós nunca soubemos que íamos fazer uma sequela. Nunca pensámos nisso. O Sam nunca escreveu a história para isso. Ele escreveu um jogo. A única razão pela qual Mona Sax sobreviveu quando a porta do elevador fechou foi porque uma das suas colegas em que estávamos a trabalhar na novela gráfica, ela dizia 'Não matem a Mona!' Por isso mudámos isso e vocês não viram explicitamente que ela morreu. Felizmente, foi por isso que a Mona teve um papel tão importante em Max Payne 2."

"Para Alan Wake, planeámos um bocadinho mais. Por isso o Sam já tinha criado uma história que fosse algo maior do que para só um jogo. Ele criou-a tendo em mente uma franquia e todo um universo. Até Night Springs foi algo em que ele já tinha pensado - uma ficção dentro de uma ficção. Por isso foi bastante natural para ele saber que íamos lançar o jogo Alan Wake's American Nightmare no Xbox Live Arcade."

"Foi muito mais pensado do que Max Payne, mas ao mesmo tempo não temos nada para anunciar."

Enquanto que Alan Wake 2 mantém-se no segredo dos deuses, um rumor vindo diretamente da revista Xbox World apontou que o jogo estaria a ser feito na próxima Xbox,

Apesar de Hakkinen não confirmar nem desmentir estas especulações, ele referiu que se a Remedy fizesse um Alan Wake 2 não levaria tanto tempo como levou cm Alan Wake 1.

"Já temos a sabedoria, cinco anos a desenvolver um motor, a tecnologia, as ferramentas, todas as coisas que precisas de fazer para fazer uma história, um personagem, outros personagens NPC e por aí fora," explicou ele.

"Uma vez que as coisas estão feitas é muito mais fácil. Já vimos isso com American Nightmare, que demorou apenas 8 meses a desenvolver, e que mudou completamente de cenários. Agora é no Arizona, já não é no Noroeste do Pacifico."

"É muito mais fácil quando tens uma equipa que sabe o que está a fazer e quando trabalham numa franquia que conhecem."

"A resposta é, se tivermos de fazer uma sequela de Alan Wake, terá certamente um ciclo de desenvolvimento muito mais rápido e fácil do que o Alan Wake original, porque o motor foi criado para o jogo. Todo o universo e ficção já está criado."

"No que toca à próxima geração, não posso falar sobre isso porque neste momento existem muitas ideias confusas nas cabeças de toda a gente. Não sabemos o que está para vir. Eles mantém o segredo muito bem guardado. Talvez não seja a melhor altura para se falar sobre isso."

Alan Wake foi lançado em 2010 como um exclusivo Xbox 360. E só agora será lançado no PC, quase dois anos mais tarde. Enquanto que Alan Wake's American Nightmare é um exclusivo Xbox Live Arcade.

Para já Alan Wake teima em não surgir numa consola PlayStation, e parece que continuará a ser assim no futuro, apesar da Remedy ser a proprietária de Alan Wake.

"Eu sei que nunca vão ver Alan Wake ou Alan Wake's American Nightmare na PlayStation." disse Hakkinen. "Esses são exclusivos Xbox."

"A franquia está muito perto dos nossos corações. É algo que desenvolvemos já há muito tempo. Verão mais de Alan Wake no futuro."

Mas será que Alan Wake 2 será multiplataformas?

"Honestamente, de momento não existem quaisquer planos para isso," respondeu Hakkinen. "Não vou dizer nunca, mas ao mesmo tempo digo que não existem planos. Não existem conversações nem planos para irmos para as multiplataformas."

Publicidade

Comentários (9)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!