Go Vacation - Análise

Inclui viagem e estadia em Kawawii.

Versão testada: Wii

Ao longo do período de existência da Wii, a plataforma contou com o apoio de imensas "third party" empenhadas em proporcionar um leque de experiências complexas, mesmo se a ausência de alta definição nessas produções tenha sido uma das criticas apontadas por muitos utilizadores. Porém, a Nintendo Wii ainda hoje é a plataforma da actual geração com maior base de instalação por todo o mundo e muito se deveu aos jogos de fácil acesso e de divertimento imediato. A popularidade destes jogos foi de tal modo retumbante nos primeiros anos de mercado da Wii que até choveram críticas incomodadas por esse sucesso, cujo principal argumento residia na experiência casual, de pegar e largar, como quem masca uma chiclete e a deita fora ao fim de um curto tempo, destituindo os jogos da sua densidade de controlos e dificuldade.

Contudo há que dar mérito a quem procura soluções para trazer novas pessoas a bordo da indústria, ao mostrar-lhes que um comando não é um bicho de sete cabeças e que até os mais velhos podem experimentar e sentir que rejuvenescem por algum tempo. Por isso a Nintendo foi certeira quando pensou numa audiência algo arredada dos videojogos por força da complexidade emergente dos comandos e opções. Quantas vezes não sucedeu, até mesmo com jogadores experientes, sentirem-se desorientados e confusos com a evolução inicial e quantidade de regras a assimilar com um dos jogos complexos. Ao ponto de, após um período de tempo e quando se regressa ao jogo, iniciar todo o um processo de aprendizagem dada a perda de hábitos e mecanismos assimilados.

Ora, jogos como Wii Play, Wii Sports, Wii Sports Resort e Wii Music, todos propriedade da Nintendo, catalogaram um género que propôs a reunião de vários jogadores diante do televisor para um conjunto de jogos e mini-jogos que qualquer um podia executar sem grandes cuidados ou dificuldades. Libertar os videojogos do domínio da complexidade foi uma tarefa que a Nintendo executou desde muito cedo e mesmo depois de várias edições lançadas e com milhões de unidades vendidas - com um instrumento pelo meio, o motion plus, para uma melhor leitura dos movimentos -, continuam a chegar ofertas visam o mesmo intento.

1

Estão abertas as apostas.

Go Vacation representa uma abordagem mais consistente e geográfica de Wii Sports Resort. Não é um jogo de role play, anda lá perto, sendo verdadeiramente uma biblioteca de mini-jogos, ao permitir que o jogador deambule por uma série de vários resorts, explorando a seu bel prazer os conteúdos disponíveis graças ao sistema de interacção com personagens espalhadas por diversos pontos. No Japão, este jogo criado pela Namco Bandai e lançado no nosso território pela Nintendo Portugal, tem sido alvo de boa recepção, num sinal claro de que mesmo numa altura do ano em que o frio aperta, pode sempre haver espaço para um convívio com temas como verão e férias junto ao calor da lareira.

Este jogo toca em quase todos os lugares que Resort abarca e ainda transporta o jogador para mini-jogos baseados em férias numa cidade, na neve ou na montanha. Vendo bem a quantidade de mini-jogos desenvolvidos para cada um dos resorts, este jogo é como um canivete suíço; afinal que mais tem escondido aquela peça?

Uma ilha sem défice

Enquanto que em Sports Resort a ilha de Wuhu constitui o ponto de partida para os mini-jogos, em Go Vacation há também uma ilha, mas que traz à memoria os mundos de Mario ou Donkey Kong devido ao somatório de pontos distintos. Ao rodá-la e a partir do centro de informações em cada resort, o jogador pode sempre solicitar que seja levado para outros resorts erigidos em diferentes pontos da ilha. Depois cada um dos resorts pode ser explorado de forma concreta, usando vários veículos para movimentação e muitos deles relacionados com a respectiva temática. Na montanha usarão os tradicionais esquis, na praia uma ATV ou moto de água e na cidade na melhor para explorar do que usando patins em linha ou uma prancha de skate.

Contudo, se não quiserem viajar e descobrir a riqueza dos resorts, um clique no comando é suficiente para abrir o mapa e seleccionar a próxima prova. Por regra uma "atendedora" na ilha sugere a prova seguinte a realizar, dando indicações sobre o tipo de modalidade. Tudo facilmente explicado graças ao quadro de instruções que precede a realização da prova, com indicações claras sobre como usar o Wii motion plus.

Comentários

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!