Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Youtubers viram a sua imagem roubada e usada para vender NFTs

Alanah Pearce, Jim Sterling e Caddicarus foram vítimas deste esquema.

Diversos Youtubers viram a sua imagem roubada e transformada em NFTs sem o seu consentimento ou conhecimento.

O site de leilões OpenSea apresentou uma imagem do criador do conteúdo e um URL para as cartas que é meramente o endereço do canal Youtube de cada um destes criadores de conteúdos.

O utilizador StakeTheWeb parece estar a criar NFTs de influenciadores, incluindo Youtubers gaming como Jim Sterling e Caddicarus, que já reagiram em desaprovação ao que está a ser feito.

"Pagar dinheiro por uma foto de perfil para uma coleção que podes simplesmente criar tu mesmo num álbum de fotos do Facebook é, honestamente, um novo nível de patético," diz Caddicarus.

"Francamente, não estou surpreendido que uma sanguessuga qualquer transformou o meu canal num NFT," diz Sterling.

"Por mais nojento que seja, tentar justificar, não dei o meu consentimento, não quero isto e demonstra tudo o que disse sobre como este mercado é uma falta de respeito e explorador. Escumalha."

Além disto representar um roubo, Alanah Pearce, criador de conteúdos e escritora que trabalha atualmente na Sony Santa Monica, viu a sua imagem usada em pornografia por um utilizador diferente nessa plataforma.

"Numa notícia extremamente previsível, acabei de ser informada que alguém usou uma imagem minha, da qual sou dona, adicionou um logo porno de uma marca registada e aprimorou-a para a vender como NFT. Naturalmente, não me pediram permissão," diz Pearce.

"Ansiosa pelo processo legal."

Um representante do OpenSea respondeu ao TheGamer e diz que o seu propósito é promover um ecossistema criativo e aberto para os criadores de conteúdos alcançar a sua audiência, mas um dos princípios é "travar o roubo e plágio na nossa plataforma."

"Para esse objetivo, é contra a nossa política vender NFTs com conteúdo envolto em plágio, algo que visionamos de várias formas, incluindo remover e em alguns casos, banir contas (como aconteceu neste caso). Estamos a expandir ativamente os nossos esforços no apoio ao cliente, na confiança e segurança e integridade do site, para movermos mais rapidamente para proteger as comunidades e criadores."

Apesar destas palavras, até à data apenas foram removidos os conteúdos relacionados com Pearce.

Marcado com

Sobre o Autor

Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários