Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Xbox Game Pass pode salvar a vida dos indies, diz criador indie

Revela que acordo Game Pass permitiu financiar o seu jogo.

She Dreams Elsewhere é um novo indie que está a ser desenvolvido por Davionne Gooden, o único funcionário da Studio Zevere, que segundo revela, o Xbox Game Pass poderá salvar a vida dos indies.

Numa apresentação durante a GDC Summer, Gooden partilhou que o dinheiro é muito importante para a estabilidade de um estúdio indie, para assegurar que conseguem desenvolver o jogo sem preocupar se o desenvolvimento vai parar a meio, algo que merece imensa atenção e foco na procura por uma parceira ideal.

"Procurem pelo dinheiro único," disse Gooden a outros criadores indie. "Dinheiro que é muito específico para a tua situação, ao invés dos tradicionais acordos de lançamento ou financiamento público ou coisas como essas."

Gooden diz que o jogo terá de conquistar a atenção dos parceiros dispostos a investir dinheiro e no seu caso, isso significou um acordo com a Microsoft para colocar She Dreams Elsewhere no Xbox Game Pass.

O acordo com a Microsoft foi feito antes do jogo estar terminado e permitiu a Gooden desenvolver o jogo sabendo que teria visibilidade no mercado dos videojogos. Segundo conta, representantes da Xbox viram She Dreams Elsewhere na GDC 2019 e ficaram interessados no jogo e no seu potencial. Após uma apresentação na casa da Microsoft, Gooden conseguiu o acordo.

"Foi-me formalmente apresentado em Outubro de 2019," diz Gooden sobre o acordo Xbox Game Pass "e foi algo em grande. Ainda é o melhor acordo financeiro no qual me podia ter metido, ao ponto de lhes ter pedido para repetir os números ao telefone."

A Microsoft permitirá que She Dreams Elsewhere tenha versão PC, mas a única exigência é a presença no Xbox Game Pass no dia de lançamento e Gooden disse que além da promoção que terá na loja da Xbox, existem ainda outros extras além do suporte financeiro que já recebeu, mas não explicou como funcionam esses incentivos extra.

Para Gooden não existem dúvidas, um acordo como o do Game Pass é muito mais simples e directo, quando comparado com a procura por uma editora para apoiar o jogo e todas as cláusulas financeiras envolvidas, sem esquecer a necessidade de se enquadrar com o calendário de lançamentos geral dessa editora para respeitar outros lançamentos.

O próximo passo será conseguir bons resultados no Xbox Game Pass.

Sobre o Autor

Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários