Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Valorant terá mapa inspirado em Portugal chamado Pearl

Joe Lansford, designer de mapas na Riot, contou-nos como foi criado.

Os rumores e os teasers já circulavam há várias semanas, mas agora é oficial. A Riot Games anunciou hoje Pearl, o oitavo mapa para Valorant que tem uma particularidade raríssima: é inspirado em Portugal!

Pearl é o primeiro mapa de Valorant localizado na Terra Omega, uma versão alternativa do planeta. O mapa está debaixo de água e inclui vários murais de artistas portugueses, além de música fado.

O mapa estará disponível a 22 de Junho para os jogadores e, para celebrar a ocasião, a Riot Games deu-nos a oportunidade de entrevistar Joe Lansford, o líder de design de mapas em Valorant.


Jorge Loureiro (Eurogamer.pt): Não há muitos jogos que usam o nosso país como inspiração. Porque escolheram Portugal para o próximo mapa de Valorant?

Joe Lansford (Maps Design Lead, Valorant): Com cada novo mapa, olhamos para onde já estivemos (mapas já disponíveis) e para onde vamos (mapas futuros). Para Pearl, sabíamos que queríamos visitar a antiga Europa. Começamos a explorar a arte e olhámos para várias nações à beira da costa, que era necessário para a narrativa do mapa. Portugal não é um país que temos visto representado nos jogos e sentimos que havia muita cultura e história para partilhar com o mundo.

Jorge Loureiro (Eurogamer.pt): Como é que este mapa encaixa na narrativa de Valorant?

Joe Lansford (Maps Design Lead, Valorant): É a primeira vez que os nossos agentes levam a luta para a Terra Omega. Este mapa é integral nessa mudança da luta pelo poder entre os nossos dois mundos. Também nos dá uma percepção do aspecto da Terra Omega. O que anda a Kingdom Industries a fazer por lá? O que é diferente? O que é igual? Vais poder ver isso tudo no mapa.

Poster oficial de Pearl.

Jorge Loureiro (Eurogamer.pt): Olhei para algumas imagens conceptuais do mapa e não vi a famosa calçada portuguesa no chão. Há alguma razão para não ter sido incluída?

Joe Lansford (Maps Design Lead, Valorant): Sobretudo para nitidez na jogabilidade. Tentámos adicioná-la, mas concluímos que era sobrecarregada visualmente. Dito isto, tentámos prestar homenagem em algumas partes do mapa - na fonte Defender Spawn, no sítio A, e nas áreas dos restaurantes. São simples, mas espero que captem alguma da beleza.

Jorge Loureiro (Eurogamer.pt): Que características da cultura portuguesa podem ser encontradas no mapa?

Joe Lansford (Maps Design Lead, Valorant): Temos vários pequenos detalhes. O eléctrico amarelo, o Galo de Barcelos, os Azulejos, murais, o fado... muitos pequenos detalhes que esperamos que captem o espírito de Portugal.

Jorge Loureiro (Eurogamer.pt): No que toca à jogabilidade, como flui o mapa? Lisboa é uma cidade com grandes praças, mas também tem ruas apertadas como o Bairro Alto. Podemos esperar então um mapa misto, com áreas abertas e ruas estreitas?

Joe Lansford (Maps Design Lead, Valorant): Este mapa é inspirado em Portugal. No seu núcleo, Pearl é um mapa tradicional de 3 linhas, e 2 sítios, mas existem algumas reviravoltas. A linha do meio é relativamente de curto alcance e os atacantes descem para o território dos defensores (habitualmente, é o contrário). Também tem algumas praças e pequenas ruas, por isso espero que tenha a sensação que mencionaste.

Jorge Loureiro (Eurogamer.pt): Vi uma arte conceptual com um eléctrico amarelo. Como foi implementado no mapa, podemos usá-lo como transporte?

Joe Lansford (Maps Design Lead, Valorant): É apenas um elemento no pano de fundo para Pearl, mas poderá ser uma mecânica divertida para um futuro mapa!

Jorge Loureiro (Eurogamer.pt): Podes explicar o processo de criar não apenas este mapa, mas também os outros de Valorant? Costumam viajar para as cidades que inspiram os mapas para fazer um estudo?

Joe Lansford (Maps Design Lead, Valorant): Em Valorant colocamos a jogabilidade em primeiro, o que significa que a arte segue o design. A arte pode influenciar o design do mapa, e frequentemente influencia, mas não é o ponto de partida. Assim que temos uma greybox (basicamente, o design dos ossos do mapa) definida, começamos a explorar temáticas. Trabalhamos proximamente com a equipa narrativa para criar uma história coerente para o cenário e partimos daí. Quanto a viagens, viajámos no passado, mas não é algo que conseguimos fazer regularmente. Dito isto, tentamos sempre ter representações genuínas dos sítios nos nossos mapas, por isso trabalhamos proximamente de consultores e das nossas equipas regionais. Também fazemos imensa investigação para assegurar que fazemos justiça ao sítio. A autenticidade importa.

Jorge Loureiro (Eurogamer.pt): O que pensas de uma skin de arma inspirada no padrão de cores do Galo de Barcelos?

Joe Lansford (Maps Design Lead, Valorant): Estou afim, mas vais ter de convencer a equipa das skins (eu vou perguntar-lhes). Também quero a 100% um buddy gun do galo.

Jorge Loureiro (Eurogamer.pt): Há produtores portugueses na equipa de Valorant? Como reagiram quando a equipa decidiu fazer um mapa inspirado em Portugal?

Joe Lansford (Maps Design Lead, Valorant): Temos alguns, e ainda mais espalhados pela companhia. Toda as pessoas com quem falámos ficaram muito entusiasmadas. Espero ter atingindo (ou excedido?) as expectativas.

Jorge Loureiro (Eurogamer.pt): Podemos esperar um agente português algures no futuro?

Joe Lansford (Maps Design Lead, Valorant): Não posso falar pela equipa dos agentes, mas qualquer coisa é possível para o futuro.

Jorge Loureiro (Eurogamer.pt): O mapa anterior de Valorant, Fracture, foi lançado há mais de 9 meses. Têm planos para ser mais consistentes com os lançamentos de mapas no futuro?

Joe Lansford (Maps Design Lead, Valorant): Com Fracture, atingimos os 7 mapas, arredondando a nossa lista para jogos competitivos. Esforçamo-nos muito para chegar aí, lançado alguns mapas mais cedo do que planeado, por isso demorámos mais tempo com este. Agora que atingimos esse marco e a nossa lista de mapas está maior, espero voltar uma cadência normal.

Sobre o Autor

Jorge Loureiro avatar

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Comentários