Skip to main content

Uso de mods em Final Fantasy 14 deixa produtor desiludido

Conquista de The Omega Protocol (Ultimate) foi revogada

Image credit: Square Enix

Naoki Yoshida, produtor e diretor de Final Fantasy 14, revelou estar desiludido com o uso de mods third-party no jogo, algo que é proibido e resultou na revogação do triunfo mundial do desafio The Omega Protocol (Ultimate).

Uma equipa japonesa foi a primeira em todo o mundo a derrotar The Omega Protocol (Ultimate), um novo boss adicionado na mais recente atualização, mas perdeu o título uma vez que foi descoberto o uso de mods third-party.

"Pessoalmente, é uma grande desilusão ver novamente este tipo de comoção em torno de ferramentas third-party, após o que aconteceu com Dragonsong's Reprise (Ultimate)," escreveu Yoshida.

"Como o indivíduo que deve supervisionar Final Fantasy 14, é a minha responsabilidade aplicar medidas e políticas para travar o uso destas ferramentas e educar as pessoas para não usar este tipo de ferramentas third-party," continuou o produtor do MMO.

Yoshida escreveu ainda que "isto é especialmente infeliz quando eu, enquanto jogador, estou a torcer por todos os que estão a aprender este conteúdo através da tentativa e erro e a esforçarem-se para o terminar."

O produtor de Final Fantasy 14 sabe que a comunidade deseja ver oficializada a corrida pelo título de número um a terminar as raids e acredita que no futuro isto será possível. É um assunto que está a ser discutido internamente e será considerado no futuro.

"No entanto, se vamos presumir que este conteúdo será enfrentado e terminado com o uso de ferramentas third-party, a razão para desenvolver conteúdo de elevada dificuldade parece não existir. Tenho grande dificuldade em compreender, enquanto jogador, o significado no uso de várias ferramentas third-party para ser o primeiro a terminar."

Lê também