Skip to main content

União Europeia pronta para aprovar compra da Activision

Acordos com a Nintendo e Nvidia ajudaram.

Image credit: Activision Blizzard King

A Microsoft preparou acordos de licenciamento apresentados na semana passada e isto foi suficiente para apaziguar a autoridade da concorrência na União Europeia de forma a obter a aprovação da compra da Activision Blizzard.

De acordo com a Reuters, fontes com conhecimento do assunto asseguram que a União Europeia não recomendará vender partes da Activision Blizzard e que a Microsoft limpou muitos dos obstáculos colocados ao negócio ao anunciar os recentes acordos de licenciamento.

O recente acordo com a Nintendo para Call of Duty e com a Nvidia para o GeForce Now são exemplos dos acordos que a Microsoft está disposta a fazer para assegurar a compra da Activision Blizzard. Além disso, as fontes da Reuters dizem que foram suficientes para obter luz verde.

Estas acordos asseguram que séries populares da Activision Blizzard não deixam de sair nas plataformas das rivais, à semelhança do que é feito com Minecraft e The Elder Scrolls Online, uma das principais preocupações das autoridades da concorrência.

Lê também