Skip to main content

The Last of Us multiplayer em sérias dificuldades, diz Jason Schreier

A Bungie não ficou nada impressionada com o trabalho.

Crédito da imagem: Naughty Dog

A experiência multiplayer no universo The Last of Us da Naughty Dog está em sérias dificuldades e na recente avaliação, na qual foi decidido o encerramento da PixelOpus, a Sony Interactive Entertainment decidiu reduzir a escala do projeto enquanto avalia a sua viabilidade.

Apesar da mensagem oficial publicada pela Naughty Dog sugerir que continuam a desenvolver o projeto multiplayer com confiança, o já famoso Jason Schreier do Bloomberg diz ter sido informado por quatro fontes, com conhecimento sobre o assunto, que o projeto está em grandes dificuldades e até poderá nem ver a luz do dia.

Segundo Schreier, a Sony decidiu reduzir a escala do projeto e abrandou o desenvolvimento enquanto reavaliam a qualidade e viabilidade a longo prazo. No entretanto, enquanto um pequeno grupo trabalha no projeto, a maioria dos trabalhadores passaram para outros projetos.

A Naughty Dog confirmou oficialmente que trabalha em vários projetos, um deles um jogo singleplayer, equipas nas quais os trabalhadores deste projeto multiplayer The Last of Us foram colocados, enquanto esse pequeno grupo tenta encontrar uma forma de evitar o cancelamento.

Jeff Grubb reagiu à notícia de Schreier com um comentário no qual diz ter ouvido que o jogo "parece mesmo o primeiro título serviço de um estúdio e que a Naughty Dog queria fazer as coisas à sua maneira, o que provavelmente não correu bem para Factions."

Schreier diz que a Bungie não ficou nada impressionada com o trabalho da Naughty Dog e levantou várias questões sobre a capacidade de Factions manter os jogadores ativos a longo prazo.

Lê também