Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

The Last of Us foi visionado como o oposto de Resident Evil

Pensado para ser mais credível.

A Naughty Dog conquistou o mundo com The Last of Us pois apresentou uma perspetiva diferente do habitual apocalipse zombie, mais focada nas personagens, nas emoções e consequências de uma humanidade que consegue ser o seu próprio maior inimigo, mesmo com criaturas assustadoras à solta.

Em entrevista com o The Hollywood Reporter, para promover a estreia da adaptação para a HBO Max, Neil Druckmann explicou que The Last of Us coloca o foco em coisas diferentes do esperado num jogo de zombies pois foi pensado como o oposto de Resident Evil.

Segundo Druckmann, Resident Evil é uma série que adora, mas sempre teve diversos exageros no tom e estilo, enquanto The Last of Us foi pensado para se foca na natureza humana e num tom mais credível.

"Queríamos o oposto de Resident Evil, que eu adoro, mas é tão exagerado e lutas contra aranhas gigantes e foca-se na variedade de inimigos. E se o foco for as relações íntimas, a exploração do amor incondicional que um pai sente pelo seu filho e as coisas lindas que podem surgir disso e as coisas muito horríveis que podem vir daí?"

Tendo em conta que The Last of Us foi amplamente elogiado pelo seu tratamento das personagens, narrativa e cinematografia, o plano funcionou na perfeição e o jogo é decididamente distinto da concorrência.

Sobre o Autor
Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários