Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Versão Android de Terraria continuará a ser desenvolvida, apesar dos problemas com a Google

Versão Stadia cancelada.

A Re-Logic diz que manterá o seu apoio à versão Android e Google Play de Terraria, apesar dos problemas recentes com a Google e de anunciar o cancelamento da versão Stadia.

Andrew Spinks deu que falar ao criticar duramente a Google, afirmando que jamais voltará a trabalhar novamente com a companhia, após a sua conta Google ter sido desativada, sem qualquer explicação, o que o impede de aceder às suas aplicações Google Play, dados Google Drive, canal Youtube e conta Gmail.

"Não fiz nada para violar os vossos termos do serviço, por isso apenas posso encarar isto como vocês a decidirem cortar relações," comentou Spinks no Twitter. "Consideram-nas cortadas. #Terraria para o @GoogleStadia está cancelado. A minha companhia não apoiará mais as vossas plataformas no futuro."

"Não me envolverei com uma companhia que tem tão pouca estima pelos seus clientes e parceiros. Fazer negócio convosco é um risco."

A Google ainda não comentou publicamente o sucedido, mas Spinks esclareceu que continuará a apoiar Terraria nas plataformas Google onde está disponível, para que os clientes não sejam afetados pela decisão.

"Castigar existentes clientes, que pagaram pelo nosso jogo nestas plataformas, não é o que queremos," disse a Re-Logic num comunicado enviado ao IGN. "Esclarecemos, não existirá qualquer impacto em Terraria nas plataformas Google, seja nos jogos comprados/existentes, assim como na disponibilidade futura na loja."

No entanto, qualquer futuro jogo desenvolvido por Spinks e a sua Re-Logic não serão lançados em plataformas da Google.

Sobre o Autor

Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários