Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Temtem é a concorrência que Pokémon precisa

O monopólio de um género nunca é bom.

Desde 1996 que Pokémon tem exercido um domínio esmagador dentro da sua categoria. Há muitos outros RPGs por onde escolher, porém, quando se fala de um RPG onde capturas, treinas, e evoluis uma equipa de monstrinhos, as alternativas começam a escassear e até agora nenhuma delas provou ser forte o suficiente para fazer braço de ferro com a fórmula da GameFreak.

Eis que chega Temtem. Após mais de dois anos em acesso antecipado, a versão final de Temtem ficou disponível no início de Setembro em todas as consolas atuais e PC (menos smartphones). Se tiver uma fracção do sucesso comercial de Pokémon já é uma vitória, mas não é isso que estou a discutir. Temtem é o primeiro jogo a pegar na fórmula de Pokémon e a incluir novidades relevantes.

Só na localização para português, Temtem envergonha a Nintendo e a The Pokémon Company. Se uma nova propriedade intelectual de um estúdio espanhol consegue ter legendas em português, por que é uma das franquias de entretenimento mais rentáveis do mundo não consegue? Certamente haverá algum motivo relacionado com protocolos e regras internas da Nintendo, mas para quem está do lado de fora é difícil compreender.

Prepara-te para um desafio

O que mais me agrada de Temtem é que não tem receio de desafiar o jogador. Não penses que isto é o Dark Souls dos jogos de Pokémon - até agora nunca senti que a dificuldade fosse exagerada - simplesmente não vais "atropelar" todos os treinadores e ginásios como acontece nos jogos de Pokémon. Vais precisar de treinar mais e de pensar mais estrategicamente porque são raras as ocasiões em que fazes one-shot aos Temtem dos outros treinadores.️

Em certa parte, o desafio maior vem do sistema de batalha, cuja principal dificuldade é a gestão de stamina dos Temtem. Diferente dos jogos Pokémon, cada ataque não está limitado a um determinado número de usos. Em Temtem cada ataque custa uma porção de stamina. A cada turno, as criaturas recuperam um pouco de Stamina, mas não o suficiente para poderes atacar múltiplas vezes seguidas.

Efetuar um ataque sem a stamina necessária resulta em perda de vida para o Temtem devido ao cansaço. Para deixar o Temtem descansar podes saltar um turno, usar itens, ou sacar outra criatura da equipa - tal como Pokémon, podes ter até seis monstros em simultâneo. Todas os combates de Temtem são de dois contra dois e há inclusive ataques que aumentam ou modificam o seu efeito / eficácia mediante o companheiro.

Um pormenor, mas que é um aumento na qualidade de vida, é que podes modificar a qualquer altura e sem nenhum custo os ataques dos Temtem. Cada Temtem tem memória para apenas quatro ataques, como acontece nos jogos Pokémon, a diferença aqui é que podes experimentar novos ataques sem receio de perder acesso aos que foram eliminados. Se não gostas do novo ataque que o Temtem aprendeu, vai ao menu da equipa e volta a equipar o anterior.

Em qualidade técnica, está à frente de Pokémon.

É mais parecido com um MMO do que um RPG tradicional

Desde o primeiro minuto que vais reparar nesta faceta de Temtem. É um jogo sempre online (o teu ficheiro de gravação fica associado ao servidor e tens cross-save) e vês os outros domadores de Temtem a explorar o mundo contigo, o que dá uma maior vivacidade ao mundo. Talvez o aspeto mais apelativo desta faceta MMO é a possibilidade de jogar a aventura inteira em modo cooperativo.

Podes ainda juntar-te a um clube ou criar o teu próprio. Os clubes têm um chat interno (além do chat público a que podes aceder a qualquer altura), facilitando a troca de Temtems e de dicas. Também podes aceder rapidamente ao menu quando quiseres e ver jogadores nas proximidades para os desafiares para uma batalha competitiva ou casual (e enquanto esperas pela resposta, podes continuar a jogar).

Há outros elementos de MMO em Temtem, como a possibilidade de adquirires e decorares a tua própria casa, e juntares-te a uma guild de domadores. Também há imensos cosméticos para a tua personagem, mas há que sublinhar que o custo é elevado. A Crema não está a fazer boa figura nesta questão, devido às microtransacções e a existência de um battle pass num jogo que logo à partida custa 45 euros.

Os diferentes tipos de Temtem

Como funciona a campanha?

A estrutura da história e campanha é muito similar a Pokémon. Existem oito dojos para vencer, sendo que é possível repetir as batalhas a cada semana numa versão mais desafiante. Pelo caminho, vais encontrar numerosas sidequests, que francamente, são aborrecidas. A maioria das sidequests requerem que andes de um lado para o outro, voltando para sítios onde já passaste, e no final nunca me senti recompensado pelo tempo investido.

Sobre o endgame, não posso falar porque ainda não cheguei lá. Estou atualmente na terceira ilha (existem seis no total) e continuo a gostar da experiência de Temtem. Não é melhor do que Pokémon em todos os parâmetros - a variedade de criaturas é menor, equivalente à primeira geração de Pokémon - mas vem mostrar que é possível fazer melhorias numa fórmula familiar.

Quem está aborrecido da facilidade de Pokémon vai gostar do desafio de Temtem.

Sobre o Autor
Jorge Loureiro avatar

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Comentários