Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Street Fighter 6 feito sem compromissos

Equipa não quis repetir o erro de SF5.

Street Fighter 5 tornou-se num jogo espetacular e capaz de conquistar os fãs, mas começou muito mal e os gravíssimos problemas registados nos primeiros meses certamente prejudicaram duramente a sua reputação.

Em conversa com a Game Informer, Takayuki Nakayama e Shuhei Matsumoto, diretor e produtor, respetivamente, de Street Fighter 6, confessaram que desta vez a equipa não fez compromissos e optaram por demorar mais tempo para ter a certeza que as coisas foram feitas em condições.

Tsuchiya disse que defendeu sempre a equipa para desfrutarem de mais tempo de desenvolvimento, para apresentar a sua visão para Street Fighter 6 sem comprometer na qualidade. Isto permitiu desenvolver o novo jogo em cortar conteúdos.

"É raro ver ganhar vida um jogo no qual fomos capazes de entregar tudo o que a equipa queria. Existe sempre algum tipo de compromisso a fazer ou ideias que são cortadas devido a problemas com o orçamento, calendário e recursos," disse Matsumoto.

"Desta vez, em relação às coisas fundamentais que o senhor Nakayama queria alcançar neste seu projeto de sonho, parece que não tivemos de fazer qualquer tipo de compromisso ou omissão para este jogo," acrescentou.

Street Fighter 6 chegará a 2 de junho e promete manter em alta o atual estado de graça da Capcom.

Sobre o Autor
Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários