Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Square Enix explica porque vendeu a Eidos e Crystal Dynamics

Vai continuar a vender.

A Square Enix apresentou o seu mais recente relatório financeiro e explicou a decisão de vender o negócio ocidental e o seu plano para o futuro, que envolve continuar a vender estúdios para solidificar a sua concentração em partes específicas do negócio.

Segundo o analista David Gibson, que esteve presente na conferência, os executivos da Square Enix esclareceram que a venda da Eidos, Crystal Dynamics e propriedades ocidentais como Tomb Raider deveu-se ao receio do possível canibalismo que esses jogos podiam ter sobre as vendas do resto do negócio e desta forma melhoraram a eficiência financeira.

Além disso, essa foi apenas a primeira parte e a segunda envolve a diversificação da estrutura de capital dos estúdios. Com os crescentes custos de desenvolvimento, a Square Enix terá de gerir melhor os estúdios e projetos que apoia, o que significa que venderá mais estúdios ou permitirá que alguns trabalhem para outras companhias.

O impacto desta decisão será sentido nos grandes estúdios fora do Japão pois a Square Enix quer reforçar os estúdios japoneses. Isto poderá abrir portas a negócios com companhias como a Sony, Nexon e Tencent, aliviando o esforçou financeiro que a companhia japonesa faz para manter vivos todos os projetos.

Gibson partilhou ainda que a Square Enix está atualmente a gastar mais de 840 milhões de dólares no financiamento de vários projetos, mas com a venda do negócio ocidental e com a nova fase da reestruturação, terá capacidade para financiar estes e outros projetos.

Sobre o Autor

Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários

More Notícias

Artigos mais recentes