Skip to main content

Stellar Blade | Exclusivo PlayStation 5

Reserva Já - Lançamento a 26 de abril

Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Sony acusa Microsoft de assédio

Processo legal volta a dar que falar.

A Sony acusou a Microsoft de "óbvio assédio" na sua batalha para conseguir aprovar a compra da Activision Blizzard.

Após a autoridade da concorrência nos Estados Unidos, a FTC, apresentar um processo legal para bloquear a compra da Activision Blizzard, a Microsoft pediu ao tribunal para ver ficheiros dos executivos da Sony e informação confidencial da rival.

Segundo avançado pelo Axios Gaming, a Sony respondeu ao tribunal e considerou o pedido de documentos confidenciais um "assédio".

"A exigência da Microsoft por avaliações de desempenho dos líderes da Sony Interactive Entertainment é óbvio assédio," disse a Sony nos documentos enviados ao tribunal.

"Mesmo em casos de empregabilidade, os tribunais exigem uma específica declaração de relevância antes de exigir a apresentação de ficheiros pessoais. Este não é um caso de empregabilidade."

O tribunal, avistou o Kotaku, concordou com a Sony e diz que a empresa justificou bem a sua posição.

Enquanto a batalha legal nos Estados Unidos aquece, a autoridade da concorrência no Reino Unido decidiu bloquear a venda e as palavras começam a intensificar-se.

Bobby Kotick, CEO da Activision que receberá um bónus milionário quando o negócio for concretizado, acusa a Sony de sabotar o negócio.

Sign in and unlock a world of features

Get access to commenting, newsletters, and more!

In this article
Related topics
Sobre o Autor
Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.
Comentários