Skip to main content
Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Segunda temporada de The Last of Us terá mais infetados

Foi uma das maiores críticas à série.

Uma das reclamações mais comuns sobre a série "The Last of Us" era a falta de cenas de ação com os infectados - nomeadamente, clickers, runners e bloaters. Os criadores garantem que a segunda temporada vai mudar esse aspeto.

The Last of Us fez de tudo para evitar ser rotulado como "outra história de zombies" e, embora grande parte do público tenha aceitado o ritmo mais calmo da história, ainda há opiniões de que a produção se desviou radicalmente dos elementos de terror que fazem parte da história original.

As vozes críticas dos fãs chegaram aos responsáveis da série, Neil Druckmann e Craig Mazin, e confessaram numa entrevista à Variety que estão cientes desse aspeto.

"Uma grande parte da jogabilidade é focada em NPCs que precisas de contornar, evitar, matar furtivamente ou apenas enfrentar de frente. Os NPCs eram invasores, canibais, FEDRA ou infectados. Então existem muitos combates. Não sei qual é a contagem final de mortes num jogo típico de de 'The Last of Us', mas com certeza está na casa dos três dígitos.", disse Mazin.

"É definitivamente mais do que na série", acrescentou Druckmann. “Mas ainda há muito 'The Last of Us' para mostrar. E é muito possível que haja muitos mais infetados mais tarde na história. Talvez até tipos completamente novos.", resumiu Mazin novamente.

Qual a tua opinião? Achas que a série funcionou bem tal como foi feita ou gostavas de mais confrontos com os infetados? The Last of Us terminou no domingo passado e, deste modo, já está inteiramente disponível no HBO Max.

Fonte

Lê também