Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Rumor: Sony fabricará menos 4 milhões de consolas PS5 do que previa devido à falta de componentes

Actualizado: Sony nega.

Actualização

A Sony negou ter alterado o número de consolas PS5 que está a fabricar para a janela de lançamento.

Contactada pelo GamesIndustry, a resposta chegou num comunicado que considera a notícia do Bloomberg "como falsa" e afirma não ter efectuado qualquer alteração nos seus planos.

A Sony não divulga o número de consolas que está a fabricar, mas partilha que não efectuou qualquer mudança nos planos.

Original

A Sony foi forçada a reduzir o número de consolas PlayStation 5 que estava a planear colocar nas lojas até 31 de Março de 2021, quando termina o primeiro ano fiscal no qual incluirá a próxima consola nas suas contas.

Em Julho de 2020, o Bloomberg avançou que que a produção inicial tinha sido aumentada de 5 milhões para 10 milhões de unidades, mas agora as suas fontes informa que a Sony reduziu esse número em cerca de 4 milhões devido a problemas no fabrico da consola PS5.

Debby Wu, especialista na cadeira de fornecimento e distribuição no Bloomberg, avança que as suas fontes partilharam uma situação na qual a Sony enfrenta problemas no fabrico do system-on-chip da PS5 e que perante isto, teve de reduzir em 4 milhões a previsão para o número de consolas PS5 que enviará para as lojas na janela de lançamento.

O novo número é de 11 milhões de consolas PS5 enviadas para as lojas até 31 de Março de 2021, ao invés de 15 milhões, avança o Bloomberg.

Comparativamente, a previsão para a PS4 foi de 5 milhões de unidades vendidas até 31 de Março de 2014 e objectivo foi ultrapassado em Fevereiro. No caso da PS5, a Sony acredita que a maior procura registada por consolas durante o isolamento social será um factor a ter em conta e que continuará ao longo dos próximos meses.

Marcado com
Sobre o Autor
Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários