Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Relato de Amy Hennig ter sido forçada a sair da Naughty Dog foi apenas um "mexerico"

Ex-jornalista do IGN pede desculpas pelo que foi forçado a fazer.

Mitch Dyer, responsável pela notícia, avançada em primeira mão pelo IGN, na qual foi anunciada a saída de Amy Hennig da Naughty Dog, em 2014, revelou que o conflito entre Neil Druckmann e Hennig foi um mexerico forçado na notícia.

Dyer trabalhou no IGN durante 2012 e 2016, um período durante o qual passou por algumas dificuldades debaixo da liderança de Steve Butts e Tal Blevins, partilhadas num recente relato em solidariedade com outros ex-colegas que decidiram falar.

Segundo revela, a notícia da saída de Hennig da Naughty Dog inclui que "a saída de Hennig foi forçada por Neil Druckmann e Bruce Straley", mas Dyer revela que isso foi um mexerico que Butts e Blevins decidiram forçar na sua notícia e que foi forçado a apresentar a notícia com o seu nome para não comprometer a relação da chefia e do site com a Sony.

Dyer apresentou ainda um pedido de desculpas a Druckmann e Straley pelo que aconteceu e esclareceu que não teve qualquer responsabilidade ou sequer decisão no que foi feito.

"Ao Neil Druckmann e Bruce Straley que foram apanhados pelo tiroteio da liderança hostil e tóxica do IGN, lamento imenso," diz Dyer. "Sou responsável pela raiva, desgosto e desilusão com o qual viveram na altura e jamais me perdoarei por ceder a estes monstros manipuladores."

Druckmann e Straley reagiram às palavras de Dyer e expressaram que o perdoam e lamentam que tal tenha acontecido.

Ambos agradeceram por ver a verdade finalmente revelada e por Dyer ter decidido falar sobre um assunto que, apesar de distante, na altura deixou algumas marcas na Naughty Dog.

Dyer, que trabalha actualmente na EA Motive, deixou ainda uma última mensagem na qual deixa o seu apoio ao IGN e refere que a situação é actualmente diferente.

Marcado com
Sobre o Autor
Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários