Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Razer Deathadder V3 Pro review - Um clássico renascido

Mais leve e ergonómico.

Não há nome que seja mais conhecido no mundo dos ratos gaming que o Deathadder. A versão original foi lançada em 2006 e desde então que é amplamente considerado como o melhor rato para jogar competitivamente. Ao longo dos anos, a Razer foi atualizado o Deathadder com novas versões, cada uma delas com novidades ao nível do sensor, protocolo de comunicação sem fios, e refinações no design.

O Deathadder V3 Pro é a versão mais recente da linha. Está disponível em duas cores (preto e branco) e tem como principais novidades um molde mais ergonómico, o novo sensor óptico Focus Pro de 30K DPI, e um corte considerável no peso para se converter num rato ultra-leve. A leveza é a palavra chave aqui, esta versão pesa apenas 64 gramas. É inacreditavelmente leve e fácil de arrastar de um lado para o outro.

Aos olhos de leigos pode parecer ridículo estar a discutir o corte de meras gramas - o Deathadder V2 Pro pesava 88 gramas - mas para utilizadores que vão passar múltiplas horas a fazer movimentos repetitivos com o rato (é a realidade de diversos empregos na atualidade), esse pequeno corte pode ultimamente fazer a diferença e reduzir o cansaço muscular e desgaste das articulações.

O design é mais ergonómico ou é só conversa?

Em busca de maior ergonomia, a Razer alterou o design do Deathadder nesta versão V3 Pro para criar uma descida contínua da esquerda para a direita. O cimo do rato está no centro, do lado esquerdo, que é onde estará a maior pressão quando apoias a mão. A partir desse ponto, há uma curva descendente para o lado direito. Na prática, a forma como seguras e apoias a mão está mais parecida com um rato vertical.

O design adapta-se à mão de uma forma mais natural, com menos esforço necessário do pulso e antebraço. A Razer fez esta mudança no design sem alterar radicalmente o design original do Deathadder, o que provavelmente requereu dezenas ou centenas de testes e moldes até atingirem a fórmula mágica. À primeira vista, parece mais um rato qualquer da marca, mas não é um simples repackaging de um modelo conhecido.

Um sensor com 30 000 de DPI significa mais precisão?

Quando comecei a testar hardware, o maior DPI que existia num rato era de 10 000. Com o passar dos anos, o número foi aumentando até chegarmos aos 30 000 de DPI presentes nos ratos mais recentes da Razer. Contrariamente ao que alguns poderão pensar, mais DPI não significa mais precisão ou maior qualidade. Aqui está um facto curioso: a maioria dos jogadores profissionais joga com DPIs que rondam os 800 ou 1600.

O valor 30 000 associado ao DPI só significa que o rato consegue, na definição mais elevada, percorrer 30 000 píxeis por polegada - nunca vais precisar disso e para jogar não te dá mais precisão, pelo contrário. Todas as fabricantes de acessórios gaming fazem o mesmo que a Razer e vão apresentando sensores com mais DPI, no entanto, é apenas um jogo de números para efeitos de marketing.

Razer Deathadder V3 Pro - Vale o preço de €159.99?

Na conclusão de qualquer análise de hardware, pesa sempre o preço. O Deathadder V3 Pro é um rato impressionante por combinar design ergonómico, leveza, e qualidade de construção. O material escolhido é ligeiramente rugoso e resistente. Foi estranho, pegar numa coisa tão leve e tão rija em simultâneo. Fiz força nas laterais para ver se o material dobrava ligeiramente, mas tive pouco sucesso. A resistência oferecida é enorme (o que é bom sinal).

Dependendo da perspectiva, o preço poderá ser considerado elevado, todavia, não está desajustado comparativamente aos preços praticados por outras marcas. Todos os ratos sem fios com bateria integrada (ou seja, que não são a pilhas) são consideravelmente mais caros do que os restantes. Para além disso, a Razer fez um brilharete ao conseguir reduzir o peso e adoptar um design mais ergonómico.

Para uns, estas pequenas mudanças podem parecer insignificantes. Se assim o for, não faltam alternativas com preços mais amigáveis. Para os mais exigentes e que dão valor a tecnologia de ponta, este é o preço a pagar e poucas alternativas vão encontrar.

Razer Deathadder V3 Pro - Especificações técnicas

  • Forma: mão direita
  • Conectividade: HyperSpeed Wireless
  • Cabo USB-C para carregamento
  • Bateria: até 90 horas (movimento constante a 1000Hz)
  • Sensividade máxima (DPI): 30000
  • Aceleração máxima (G): 70
  • Velocidade máxima (IPS): 750
  • Botões reprogramáveis: 5
  • Durabilidade dos botões: 90 milhões de cliques
  • Dimensões: 128.0 mm x 68.0 mm x 44.0 mm
  • Peso: 64 gramas (aproximadamente)

Descobre como realizamos as nossas análises, lendo a nossa política de análises.

Marcado com
Sobre o Autor
Jorge Loureiro avatar

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Comentários