Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Rag Doll Kung Fu: Fists of Plastic

Lutas desfiguradas.

Imaginem aqueles bonecos usados para simular os efeitos de acidentes de automóvel no corpo humano, os chamados crash test dummies. Agora dêem-lhes vida, acrescentando alguns efeitos, e temos os Rag Doll. Na verdade levando à letra, Rag Doll são bonecos de trapos, que ganham vida e dinâmica no exclusivo para a PlayStation 3, via PlayStation Network, com o sugestivo nome de Rag Doll Kung Fu - Plastic Fits.

Muitos se devem lembrar do seu antecessor, apenas chamado de Rag Doll Kung Fu, criado por Mark Healey, agora director criativo da Media Molecule, criadores do brilhante LittleBigPlanet. Mas deixemos o passado para trás. Este novo jogo está ao cuidado da Tarsier Studios, sendo um party game, onde podemos interagir com estas personagens desanexas, criando um quadro animado de tentativas frustradas de conseguir golpes de Kung Fu. Neste caso, as bonecas de trapos são substituídas por bonecos de plástico, lembrando alguns action figures.

Acima de tudo, Rag Doll Kung Fu – Fists of Plastic, parece querer agradar dois mundos distintos. A premissa do jogo, é usarmos o nosso Rag Doll em diversas arenas, lutando contra outros oponentes, quer virtuais ou reais, através de modos multi-jogador offline até quatro jogadores, ou em modo single player. Lembrando neste ponto alguns beat-em-up's em scroll lateral. Estamos limitados lateralmente, onde podemos apenas, em certas arenas, progredir na vertical, sendo ela imposta para fazer uso dos nossos truques.

Sobre os Rag Dolls, foram-lhes acrescentados movimentos exagerados, principalmente no que confere às físicas. É super divertido lutar com estes bonecos desarticulados, sendo as suas animações simples, mas acima de tudo fluídas. Somos assim uns lutadores de Kung Fu desajeitados, lutando pelo melhor ranking. Podemos configurar as personagens à nossa maneira com determinados objectos e adereços que vamos desbloqueando.

Como referimos, este jogo assume-se como um party game, onde a simplicidade dos comandos e rápida aprendizagem reinam tornando este título bastante intuitivo. As arenas são pretexto para combates entre equipas de quatro ou a solo contra os lutadores virtuais. Existe já nesta versão uma boa variedade de arenas, e de tipos de jogos. Gostei particularmente da arena onde tinha que aguentar o máximo de tempo sem ser colocado fora do cenário. O uso sábio dos poderes, e do meio ao nosso redor, dita a vitória ou a derrota. São combates rápidos e frenéticos, tal como se espera de um jogo deste tipo.

Lutadores de Shaolin... Yhaaaaaaaa!!

Existem imensos movimentos especiais para aprender, que vão desde atirar bolas de fogo, pegar em armas de arremesso ou mesmo nos nossos adversários e amigos. Existe o chamado poder Chi, sendo ele mostrado numa barra de energia. O Chi é o que permite efectuar os golpes especiais, assim quanto mais Chi mais poderosos eles serão. Grande parte da jogabilidade passa pelo uso dos sensores de movimentos do SIXAXIS, usados para efectuarmos muitos dos movimentos, principalmente os especiais. Desde o abanar freneticamente o comando, e até o virar de pernas para o ar para levitarmos, torna-se divertido ver os amigos a efectuar os seus truques. Podemos também efectuar combos, usando para isso os nossos amigos, criando um espectáculo quase de circo pelos ares. Interessante é a opção de pose, usando o L2 e R2. Um pouco ao estilo de LittleBigPlanet, vamos poder mover os braços com os analógicos, sendo estes movimentos de puro gozo e brincadeira.

Graficamente é um jogo bastante aceitável, lembrando certos cenários LittleBigPlanet. Cores vivas, e ambientes distintos conferem uma maior variedade ao jogo. A simplicidade é uma das suas virtudes, onde se pretende que se jogue com mais alguém. Este poderá ser um dos seus pontos fracos. A falta de atractividade para um jogo a solo, poderá desencorajar alguns. Esperemos que na versão final sejam adicionadas mais arenas e modos de jogo, bem como seja melhorada a utilização do SIXAXIS, pois em muitas ocasiões e no calor das lutas, deixa um pouco a desejar.

Rag Doll Kung Fu – Fists of Plastic tem data de lançamento para esta Primavera, através da PlayStation Network.

Sobre o Autor

Jorge Soares avatar

Jorge Soares

EG.pt Master of Puppets

Sempre ocupado e cheio de trabalho, é ele quem comanda e gere a Eurogamer Portugal. Queixa-se que raramente arranja tempo para jogar, mas quando está mesmo interessado num jogo, lá consegue arranjar uns minutos. Tem mau perder e arranja sempre alguma desculpa para a sua derrota, mas no fundo, é o que todos fazemos.

Comentários