Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Race Driver: GRID

Agora na nova geração!

Grid World está organizado por temporadas, no final de cada uma delas é mostrada a nosso ranking a nível mundial bem como o da nossa equipa. As corridas estão divididas por três regiões, Europa, América e Japão. Na Europa temos corridas em pistas mais tradicionais com carros de Turismo e Formulas. No Japão reinam as corridas ilegais onde os amantes de "Drift" vão sentir-se em casa, depois de se dominar bem o tipo de condução nestas provas é uma delícia fazer aquelas curvas a queimar borracha. Nos EUA imperam os circuitos citadinos e os carros potentes e poderosos. Em jeito de comemoração no final de cada temporada somos convidados para correr as 24 Horas de Le Mans, seja numa equipa que nos oferece um lugar na grelha de partida ou com o nosso próprio carro se tivermos fundos suficientes para o comprar. É fantástico correr neste mítico evento que são as 24 Horas de Le Mans, claro que não corremos durante 24 horas pois o tempo passa a um ritmo bem mais rápido. É interessante observar o cair da noite e o nascer do sol durante a corrida, é verdade, o nosso Pedro Lamy está presente com o fantástico Aston Martin DBR9.

A progressão em Grid World é efectuada livremente, deixando ao critério do jogador quais as provas em que quer participar. As três regiões estão divididas por três patamares, inicialmente apenas temos acesso ao primeiro mas à medida que vamos subindo a nossa reputação vamos adquirindo as licenças necessárias para desbloquear os seguintes. A nossa reputação vai aumentando à medida que vamos participando em corridas, sendo a mesma influenciada pelo grau de dificuldade que escolhemos para uma determinada corrida. O sistema é simples, quanto maior a dificuldade que escolhemos, seja o número de ajudas na condução até à qualidade dos nossos oponentes, maior é o número de pontos que amealhamos após a corrida. Esses mesmos pontos vão sendo acumulados até que desbloqueamos o patamar superior. Este sistema funciona de igual modo para as três regiões e cada uma delas possui o seu próprio patamar de reputação.

Mas como um jogo de condução vive dos seus carros e das suas pistas, está na altura de referir o que podemos encontrar em Race Driver Grid. Temos um leque de carros para todos os gostos que vão desde Turismo até aos Formulas. Carros como o já referido Aston Martin DBR9, um Lamborghini Murcielago RGT, um Toyota Supra ou um Ford Mustang vão fazer as delícias de todos os jogadores. As pistas são outro ponto forte do jogo, vão desde as mais tradicionais como a de Nürburgring passando pelos traiçoeiros traçados citadinos de São Francisco até à espectacular pista japonesa de Yokohama.

Para os amantes de Drift!

Todos aqueles que adoram um bom simulador podem esquecer Race Driver Grid pois este jogo está muito longe de o ser um verdadeiro simulador. A condução dos veículos é completamente Arcade. Apesar de inclusão de um sistema de ajudas que ao ser desactivado permite uma sensação “falsa” de realidade, pois o comportamento do carro nada se compara com o que temos na realidade e muito menos como em jogo como rFactor ou GTR2. Logo que vamos para a pista nos apercebemos da relativa facilidade que os veículos fazem as curvas. Também é de referir a pouca noção que se tem no momento das travagens e quando nos encontramos atrás de um veículo facilmente embatemos nele no momento da travagem. Race Driver Grid é bom no que oferece mas em nada se assemelha a um jogo de simulação.

Relativamente ao grafismo, Race Driver Grid está fantástico, tirando partido do motor de jogo, de seu nome “EGO” , já utilizado em Dirt mas com melhorias bem evidentes. Das três versões testadas, PC, PS3 e Xbox 360 estamos à vontade quando afirmamos que a versão para PC ganha por larga margem. É bem notória a superioridade gráfica da versão para PC, com uma imagem bem mais limpa e detalhada. Correr Race Driver Grid com a resolução a 1680*1050 mais Anti-aliasing e Filtração Anisotrópica dão ao jogo um visual soberbo impossível de alcançar tanto na PS3 como na Xbox 360. Outro aspecto bem superior no PC é a fluidez, as versões para consola ficam muito aquém do que se consegue alcançar no PC. Quando comparamos as versões para as consolas, Race Driver Grid é praticamente idêntico nas consolas da Sony e Microsoft, não se conseguiu notar nenhuma diferença gráfica e a fluidez é idêntica.

A nível sonoro o jogo cumpre na perfeição, excelente recriação do som do motor dos carros bem como o som dos pneus a derreter borracha nas corridas de Drift. Outro aspecto interessante é o som envolvente durante uma corrida, conseguimos ouvir os aplausos do público presente nos diversos pontos da pista.

Race Driver Grid é um jogo que cumpre bem com o que lhe é exigido, um jogo bem apetrechado em termos de opções e com um excelente modo carreira que prende os jogadores durante muito tempo. Lamentavelmente o modo Multiplayer Online é uma enorme desilusão pois o que deveria ser uma mais valia é de facto um aspecto negativo. No geral Race Driver ganha um novo fôlego deixando antever um futuro risonho para este franchise da Codemasters.

8 / 10

Descobre como realizamos as nossas análises, lendo a nossa política de análises.

Sobre o Autor

Adolfo Soares avatar

Adolfo Soares

Director

É o nosso homem do PC, por isso qualquer coisa é com ele. É também responsável pelo Eurogamer, bem como dá uma perna nas notícias.

Comentários

More Análises

Artigos mais recentes