Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

PS5 não terá problemas em lidar com grandes mundos abertos, corrige o ex-designer na Sony

Diz que as suas palavras foram mal interpretadas.

Chris Grannell, ex-designer na Guerrilla Cambridge, volta a ser o centro das atenções devido aos seus comentários sobre a PlayStation 5 e o poder da consola de próxima geração da Sony.

Grannell, que trabalhou na Guerrilla Cambridge até o estúdio ser encerrado em 2017, tornou-se notícia quando comentou que a Xbox Series X é muito mais poderosa do que a PS5, o que lhe valeu fortes críticas de ser apenas um "ex-funcionário repleto de azia", por parte de alguns.

O ex-designer na PlayStation voltou a dar que falar quando participou num podcast focado na Xbox e comentou que a PS5 teria problemas com grandes mundos abertos, o que também resultou em algumas mensagens menos simpáticas na sua caixa de mensagens no Twitter.

No entanto, Grannell decidiu esclarecer a situação e diz que as suas palavras foram tiradas do contexto e que decidiram interpretá-la de uma forma que não corresponde ao sentido verdadeiro delas. Além disso, decidiu reagir às acusações de ser um ex-funcionário amargurado.

Grannell começou por pedir um esclarecimento e rectificação sobre as suas palavras em torno da capacidade da PS5 em lidar com jogos em mundo aberto, assegurando que não disse nada sobre a PS5 não conseguir lidar com eles.

"Tenho a certeza que não disse nada disso. Se as actuais consolas não têm problemas com os jogos em mundo aberto, o poder e capacidade da PS5 não têm qualquer problema."

Grannell acrescentou ainda que "desculpa, não estava a tentar tirar crédito ao artigo, é a forma como algumas coisas são comunidades. A respeito disso, estava a dizer que teriam problemas em alcançar o equilíbrio perfeito (no sentido em que poderão ser necessários compromissos), não que o hardware não é capaz de o fazer."

Além de esclarecer que não tem acesso a um dev kit da PS5, Grannell insistiu que as suas palavras foram tiradas do contexto e interpretadas de uma forma errada.

"Já clarifiquei a minha posição e o jornalista reconheceu isto. Houve uma discussão maior. Eu não disse que teria problemas com os jogos em mundo aberto."

Sobre as críticas de ser um ex-funcionário que apenas pretende criticar por criticar a Sony, Grannell explicou que além de não ter dito aquilo do qual é acusado, não tem qualquer problema com a Sony.

"Não sabes do que falas. Todo o estúdio ficou sem emprego e recebemos uma indemnização decente. Posso assegurar-te que tenho respeito pela companhia e ainda tenho amigos lá. Qual o teu objectivo, além de falar besteiras?"

Marcado com
Sobre o Autor
Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários