Skip to main content

PS4 e Xbox One com ataques dos hackers

Atualizado: Em 2013 verificou-se um grande número de ataques aos videojogos, mas as novas consolas não foram um dos alvos.

Atualização

A informação de que a PlayStation 4 e a Xbox One estão a sofrer ataques por parte dos hackers foi resultado de uma interpretação errada pelo Consumeraffairs, a fonte na qual esta notícia foi baseada. No comunicado original enviado pela Kaspersky Lab (ver aqui), as novas consolas da Sony e Microsoft foram, de facto, referidas, no entanto, o que foi dito na realidade é que se descobriu que ocorreram em 2013 um grande número de ataques aos videojogos.

Com o lançamento das novas consolas, a Kaspersky Lab salienta que existem mais jogadores para ser alvos de ataques por parte dos hackers, contudo, a PlayStation 4 e a Xbox One não estão sob ataque.

Original

A PlayStation 4 e a Xbox One estão constantemente sob ataque por parte dos hackers desde que foram lançadas em novembro, revelou a empresa de segurança Kaspersky Lab ao Consumeraffairs.

Não são apenas as novas consolas o alvo dos hackers, em geral, os videojogos sofrem uma quantidade inimaginável de ataques por dia que passam despercebidos aos olhos comuns. A Kaspersky Lab estima que em média ocorrem 34 mil ataques por dia e afirma ter conhecimento de 4.6 milhões peças de malware cujo propósito é atacar os sistemas de videojogos.

A maior parte dos ataques tem incidência em Espanha, que foi alvo de 138.786 ataques em 2013. A seguir está a Polónia, com 127.509 ataques. Em terceiro aparece a Itália, com 75.080 ataques.

A empresa de segurança chama atenção para os fóruns underground frequentados pelos hackers, onde são vendidas as contas de jogadores que tiveram o seu nome de utilizador e password descobertos. Apesar das consolas serem um alvo constante, o PC continua a ser a plataforma preferida pelos hackers.

No PC é mais fácil ser alvo destes ataques através de emails enganadores, sites falsos e ficheiros de instalação que secretamente contém malware, mas as consolas não estão totalmente a salvo. Em 2011 a PlayStation Network ficou inoperacional durante quase um mês depois de um ataque dos hackers, que obtiveram os dados dos utilizadores.

Lê também