Skip to main content
Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Professores criticam pais por ignorarem restrições da idade para jogar

Associação faz apelo à criação de legislação.

Segundo escreve o Telegraph a Associação de Professores e Formadores criticou os pais dos menores que jogam videojogos por não estarem a cumprir as regras que implicam que jogos com conteúdos violentos não possam ser jogados por menores que não têm idade apropriada.

A secretária da associação, Mary Bousted, disse que os alunos estão autorizados pelos pais a permenecerem acordados até tarde, jogando jogos inapropriados para a sua idade, ficando demasiado expostos a cenas de agressão e matança.

Mary Bousten apontou ainda para a preocupação geral de que as crianças deveriam gastar mais do seu tempo interagindo com os amigos e bricando fora de portas, em vez de ficarem demasiado expostas a conteúdos televisivos, prejudicando o seu desenvolvimento e educação.

Os comentários de Bousten surgem numa altura em que a conferência da ATL que irá ter lugar na próxima semana em Manchester, servirá para apelar a uma "regulamentação precisa" para a indústria dos jogos, embora não se saiba até onde vai a "regulamentação" e que esforço será empregue para que os pais eduquem melhor os seus filhos.

Lê também