Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Presidente da UFC irritado com a EA

Palavras duras para a EA e defende a THQ.

O presidente da UFC Dana White, criticou duramente a EA Sports acusando-a de querer agora tirar proveito do sucesso do jogo da THQ quando no passado não o quis fazer.

White declarou mesmo que está em guerra com a EA Sports, que quem se colocar do lado da EA Sports cai das boas graças da UFC e ainda deixa um conselho: Não façam negócios com a EA Sports.

White explica que tentou no passado juntar a marca UFC à lista de licenças da EA Sports mas esta respondeu que, "Não são um desporto verdadeiro. Não tocaríamos nesta coisa. Não queremos nada com isto."

No entanto, a THQ aceitou e desde que "UFC 2009 Undisputed" foi lançado em Maio, já foram enviadas para as lojas mais de 2 milhões de unidades, revela White.

"Colocámos o couro em risco, a THQ e a UFC, para fazer um negócio para um videojogo na pior economia no mundo", diz White. "Vamos em frente e fazemos isto, e tem sucesso, e agora a EA Sports quer fazer um videojogo. A sério? Não foi isso que nos disseram há um ano e meio atrás."

Segundo White, a EA Sports disse mesmo que as artes marciais mistas lhes metiam nojo e que nunca fariam negócio com a UFC. Como tal, White avisa que qualquer lutador que se associe ao projecto da EA Sports, o EA Sports MMA, será colocado na lista negra da UFC.

White declara que está em guerra e que, "Não vais estar na UFC", a qualquer lutador que assine com a EA Sports. Convém referir que o anterior campeão da UFC e o recém contratado Randy Couture assinaram com a EA mas vão ser casos únicos que foram resolvidos em tribunal.

Sobre o Autor

Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários