Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Phil Spencer deseja manter Call of Duty na PlayStation

Falou com os líderes da Sony sobre a situação.

Phil Spencer partilhou no Twitter que deseja manter Call of Duty na PlayStation.

Após a aquisição da Activision Blizzard King, um dos maiores acontecimentos na indústria dos videojogos, o CEO da Microsoft Gaming tem conversado sobre o que isto significa para o futuro da companhia, mas também expressou confiança na Sony, Nintendo e Valve como protetoras da indústria dos videojogos, enquanto outras gigantes da tecnologia não lhe inspiram o mesmo sentimento.

Agora, através do seu Twitter, Spencer comentou que já conversou com os líderes da Sony e que manifestou o desejo de manter Call of Duty na PlayStation, uma mensagem que certamente dará imenso que falar ao longo dos próximos dias.

"Esta semana tive boas chamadas com os líderes da Sony. Confirmei a nossa intenção de honrar todos os existentes acordos após a aquisição da Activision Blizzard e o nosso desejo de manter Call of Duty na PlayStation."

"A Sony é uma parte importante da nossa indústria e valorizamos a nossa relação," concluiu Spencer.

O CEO da Microsoft Gaming fala em "existentes acordos" e isto poderá significar que a Sony já tem atualmente algo acordado para o próximo Call of Duty, que será lançado no final de 2022, expressando que esse acordo será mantido, mas não confirma propriamente que o Call of Duty de 2023 sairá na PlayStation.

Sobre o Autor

Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários

More Notícias

Artigos mais recentes