Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Perdeu em CoD: Black Ops e agride criança

Homem de 46 anos "perde o controlo" a jogar.

Esta notícia vem ligeiramente atrasada, mas fez furor neste fim-de-semana, e aqui fica como registo.

De acordo com o Joystiq, um homem de 46 anos do Reino Unido bateu numa criança de 13 anos, após este o ter "morto" num confronto no Call of Duty: Black Ops.

O homem, de nome Mark Bradford, desempregado, estava a jogar já por algum tempo e afirma que o rapaz estava constantemente a gozar com ele.

Bradford descobriu de alguma forma a morada do rapaz e foi ter com ele, agredindo-o apertando o seu pescoço, apenas parado pela mãe do rapaz.

Mais tarde admitiu a razão do ataque, "Estava a jogar o dia inteiro e ele estava sempre a insultar e a insultar e não se calava. Ele não parava de falar e eu perdi o controlo".

Então o agressor foi à casa do rapaz, onde descreve, "Num momento de loucura fui até à casa dele. Não sabia o que ia fazer".

A mãe em defesa do filho comentou, "Se não consegue suportar perder com um rapaz então não deveria jogar videojogos".

É referido que a polícia local deverá fazer um relatório dos antecedentes de Bradford para o avaliar para a decisão final. O agressor foi libertado em base de uma fiança.

Na notícia original não foi referido qual a versão do jogo.

E os nossos leitores. Já tiveram acessos de fúria contra algum jogador por estar sempre a gritar?

Sobre o Autor

Jorge Soares avatar

Jorge Soares

EG.pt Master of Puppets

Sempre ocupado e cheio de trabalho, é ele quem comanda e gere a Eurogamer Portugal. Queixa-se que raramente arranja tempo para jogar, mas quando está mesmo interessado num jogo, lá consegue arranjar uns minutos. Tem mau perder e arranja sempre alguma desculpa para a sua derrota, mas no fundo, é o que todos fazemos.

Comentários