Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Pedro Barbosa selou final incrível de PES 2019 no Eurogamer Fest com chapéu de belo efeito

Bruno Couto ainda equilibrou a final mas não evitou a derrota por 3-1.

Num dos jogos mais incríveis do torneio PES 2019, realizado este domingo à tarde no Eurogamer Fest, Pedro Barbosa sagrou-se vencedor, amealhando um chorudo prémio de 400 euros após vencer nos 90 minutos o outro finalista Bruno Couto, por 3-1, que não sai de mãos a abanar, recebendo 100 euros em prémio.

Pedro a jogar com o PSG e Bruno com a Juventus, ambos começaram por jogar de forma cautelosa, com as equipas quase encaixadas, esperando pelo erro do adversário para chegar ao golo.

Pedro adiantou-se no marcador mas Bruno Couto acabou por chegar ao empate, após uma toada bastante equilibrada ao longo da primeira parte. Na segunda fase do jogo Pedro Barbosa voltou a adiantar-se no marcador, seguindo-se uma resposta rápida do rival que quase empatou.

Já nos minutos finais, num dos melhores lances do torneio, Pedro faz um cruzamento para o jogador mais avançado da equipa, que à entrada da área e só com o guarda redes pela frente faz um remate por cima, entrando na baliza do adversário, fechando a final por 3-1.

Talvez seja um número um pouco pesado face ao equilíbrio verificado, já que ambos jogaram muito bem, proporcionando um dos melhores jogos do torneio.

Pedro Barbosa (o vencedor) à esquerda e Bruno Couto à direita.

Menção para os semi-finalistas derrotados, Joel Sousa e João Cavacas, que deram muito trabalho a Pedro Barbosa e Bruno Couto.

Nas meias-finais Joel Sousa empatara com Pedro Barbosa por 1-1 no final do prolongamento e só perdeu na segunda fase de penaltis, por 7-6, enquanto que Bruno Couto venceu João Cavacas, que fizera a viagem de Seia, por 1-0.

A todos que compareceram muito obrigado pela participação no torneio e parabéns ao Pedro Barbosa pela vitória.

Sobre o Autor

Vítor Alexandre avatar

Vítor Alexandre

Redator

Adepto de automóveis é assim por direito o nosso piloto de serviço. Mas o Vítor é outro que não falha um bom old school e é adepto ferrenho das novas produções criativas. Para além de que é corredor de Maratona. Mas não esquece os pastéis de Fão.

Comentários