Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Overwatch - O preço está certo?

Porque é que não está a sofrer as críticas de Street Fighter V ou Star Wars Battlefront?

Overwatch chegou no dia 24 de Maio à Xbox One, PlayStation 4 e PC, sendo uma nova e sensacional propriedade intelectual da Blizzard. Claro que estamos como a grande maioria, entusiasmados e a jogar o jogo como se não houvesse amanhã, mas ainda assim não evitamos pensar num ponto mais sensível e que até se tornar caricato quando comparamos com outros casos na indústria: o preço. Depois de vários lançamentos controversos como Street Fighter V ou Star Wars: Battlefront, ficamos curiosos quanto ao porquê de Overwatch passar impune a esta situação.

O preço dos videojogos sempre foi um dos assuntos mais sensíveis e especialmente nesta geração, muito se tem debatido sobre o valor da proposta de um título em relação ao preço pedido. Sendo padrão, será que todos os jogos justificam esse valor? A Capcom passou pela amargura desta controvérsia com Street Fighter V, acusado de ser um título lançado em formato Acesso Antecipado que pedia o preço completo. Colocando de lado a qualidade dos servidores, um problema que podia ter acontecido a qualquer um, o jogo foi criticado por ter poucos personagens e poucos modos de jogo. O modo história era uma pálida opção, o modo on-line estava num estado mínimo aceitável, e o modo sobrevivência era a única opção válida para quem queria partidas offline.

Com três modos de jogo, excluindo o treino, e menos personagens do que o tradicional, Street Fighter V foi criticado por ser um jogo muito caro para o que oferecia. Meses antes, a Electronic Arts e o estúdio DICE passaram pela mesmo controvérsia quando Star Wars Battlefront foi lançado sem campanha. Num universo tão rico quanto Star Wars, a ausência de uma campanha certamente prejudicou o jogo mas as críticas dos consumidores também foram para os poucos modos de jogo, poucos mapas e para a sensação que muito foi cortado apenas para ser vendido no caro passe de temporada. Battlefront foi lançado com cerca de 5 modos de jogo, mais alguns se contarmos variáveis dos mesmos, jogado são longo de quatro mapas diferentes.

No entanto, Overwatch da Blizzard foi lançado como um jogo sem campanha, com apenas três modos de jogo, mais uma variante dos mesmos, e não está a passar pela mesma controvérsia que afectou Street Fighter V, Star Wars Battlefront ou Titanfall. Qual será a diferença ou o segredo? O título da Blizzard é fantástico e muito divertido, estamos a adorar jogar e acompanhamos com entusiasmo as várias betas, mas não conseguimos deixar de questionar porque é que o preço de 49,99 euros no PC e 69,99 euros nas consolas está a ser bem aceite neste caso quando foi tão questionado e debatido noutros?

Mesmo que nem todas as 21 personagens tenham estofo para protagonizar uma campanha, missões cooperativas ou modos PvE poderiam ajudar Overwatch ou acreditam que o foco no multijogador e na experiência dos heróis e específicas habilidades justificam a postura da Blizzard?

Sobre o Autor

Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários