Skip to main content
Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

O que estamos a ver: séries e filmes | 19 março

Quais foram as tuas escolhas?

Ao longo de 2022 partilhámos contigo os jogos com os quais passamos o nosso tempo livre. Existem imensos jogos que jogamos por lazer, para nos entretermos e ajudar a escapar desta dura realidade que causa transtornos a todos. De formas diferentes, todos lidamos com problemáticas similares e os jogos são um sensacional escape.

No entanto, também passamos tempo a ver séries e filmes, desde dramas a comédias e claro, animações, algo do qual já falamos regularmente no nosso site. Agora, para iniciar 2023, decidimos partilhar contigo as séries, filmes e animações que estamos a ver, para que nos possas conhecer um pouquinho mais e saber o que andamos a fazer.

Tal como nos jogos, as séries e filmes que vemos dizem muito de nós e da forma como gostamos de passar o tempo. Temos gostos muito variados e também gostamos de arriscar e espreitar géneros que habitualmente deixamos passar ao lado. Temos os nossos favoritos e aquela série que nos marcou, o que nos faz também sentir vontade de partilhar algumas "experiências" que fazemos, talvez seja melhor dizer "riscos" que tomamos.

Isto não serve para analisar uma série ou filme, apenas para partilhar o que andamos a ver, sem qualquer sentimento de culpa, mas ocasionalmente podemos fazer uma recomendação ou sugerir algo. Tendo em conta o quão precioso é o tempo, talvez até possamos ajudar-te em algumas escolhas.


Os Óscares - RTP1

Com uma cerimónia que se adivinhava longa e abundante em pausas para anúncios, abdiquei do directo para uma boa noite de sono e fui vendo por partes ao longo dos últimos dias. Com alguma surpresa quanto a vencedores (ainda não vi nenhum deles no cinema), alguns dos filmes com mais nomeações ficaram pelo caminho. É o caso de Os Fablemans, Avatar: O Caminho da Água, Elvis e até Top Gun, o filme que no pós pandemia levou a uma recuperação das salas de cinema. Confesso que adoro a sala de cinema, entrar após a compra do bilhete. O ano passado soube-me pela alma voltar ao antigo Avenida, em Coimbra, para ver o Elvis, numa casa de cinema onde assisti a incontáveis filmes quando por lá passei. De há uns largos anos para cá que a minha casa favorita para ver filmes passou a ser o Cinema Trindade. Também vejo alguns filmes nas salas de "shopping", como aconteceu com o Top Gun, mas no Trindade ainda há aquela mística do cinema.

Vítor Alexandre


Motel Valkirias

Ver no Youtube

Em Portugal temos a mania de que só o que vem de fora é bom. Não é certo. Embora hajam mais produções estrangeiras, sobretudo dos Estados Unidos, fazem-se coisas interessantes por cá. Motel Valkirias é um desses exemplos. A série da RTP, gravada no concelho de Montalegre, perto da fronteira com Espanha, conta uma história de três mulheres unidas pelo destino e por um crime. A série está disponível para ver na RTP Play e também através da HBO Max.

Jorge Loureiro


South Park Season 26 (site oficial)

Esqueci-me por completo que a nova temporada de South Park (já é a 26ª!) tinha começado e, esta semana, decidi-me pôr a par das mais recentes aventuras de Stan, Kyle, Eric e Kenny. Sempre com um humor negro apurado, por vezes abordando assuntos tão tabus que não sei como é que ainda não tentaram cancelar a série, South Park continua a parodiar temáticas extremamente contemporâneas de uma forma extremamente divertida. Desde Meghan e Harry, da família real inglesa, passando pelo ChatGPT e sanitas japonesas, nada escapa aos seus criadores e continua a ser uma das minhas séries favoritas de todos os tempos. Que continue por muitos anos.

Jorge Salgado


Mythic Quest Season 3

Desde a estreia do primeiro episódio em fevereiro de 2020, a série Mythic Quest tornou-se muito especial para mim. Em tempos de pandemia e isolamento social, ver esta série produzida com o contributo da Ubisoft e disponível no Apple TV+, arrancou-me muitos sorrisos, e ajudou-me a esquecer o drama da vida real num dos períodos mais complicados da minha vida. Mythic Quest pega no já popular conceito de um grupo de trabalho com dinâmica disfuncional e aplica-o aos videojogos, com as personagens principais a liderar um estúdio que devem anter vivo um MMORPG. As palavras da moda não faltam (desde DLC, NFTs, caixas de loot, prazos ou crunch) e tudo explorado com um humor muito inteligente. Além disso, tem muito de humano e pertinente, com imenso charme. Existem recuos no tempo para mostrar as "histórias de origem" dos protagonistas e com momentos de pura nostalgia que vão aquecer o coração de qualquer jogador.

Bruno

Lê também